terça-feira, fevereiro 13, 2007

NOS BASTIDORES DA CULTURA

Nos últimos dias tenho sido questionado por amigos ligados ao Património, querendo saber informações sobre as leis orgânicas dos institutos dependentes do Ministério da Cultura. Não possuo nenhuma bola de cristal nem poderes de adivinhação, mas conheço o meio e tenho alguns conhecimentos aqui e ali que me permitem, por vezes, saber umas coisas por antecipação. Neste caso foi algo complicado, as bocas estavam seladas, mas, com a ajuda de dois projectos colocados na Net e umas dicas algo se arranjou.
Aqui vão uns tópicos:
O IGESPAR, IP, tem por missão a gestão, a salvaguarda, a conservação e a valorização dos bens que, pelo seu interesse histórico, artístico, paisagístico, científico, social e técnico, integrem o património cultural arquitectónico e arqueológico classificado do País…
Providenciar a salvaguarda e protecção integrada das paisagens culturais e dos jardins históricos com o património cultural arquitectónico e arqueológico; …
Como receitas o IGESPAR dispõe, entre outras … O produto da alienação ou cedência de bens ou direitos do seu património. …
São, desde já, afectos ao IGESPAR, IP, os seguintes imóveis:
- Convento de Cristo
- Mosteiro de Alcobaça
- Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém
- Mosteiro da Batalha
- Panteão Nacional, instalado na Igreja de Santa Engrácia em Lisboa, e na Igreja de Santa Cruz, em Coimbra
- Parque Arqueológico de Vale do Côa.
O IGESPAR pode criar, participar ou adquirir participações em entes de direito privado, se for imprescindível para a prossecução das suas atribuições, mediante autorização prévia dos membros do governo responsáveis pelas áreas das Finanças e da Cultura…
Por hoje fico por aqui, mas prometo voltar com mais umas quantas revelações, embora pense que respondi às questões que me colocaram.

FOTO
Primis, Egypt, 1976
Photograph by Thomas J. Abercrombie
Hidden in the dry Red Sea Mountains, St. Anthony Monastery was founded in 356 AD and has operated as a multi-faith Christian monastery for much of that time, though today it is exclusively Coptic. Relying on spring water for survival, the monastery operates as a self-sustained village complete with irrigated gardens, a bakery, and several churches. (Photograph shot on assignment for, but not published in, "Egypt: Change Comes to a Changeless Land," March 1977, National Geographic


CARTOON

2 comentários:

Anónimo disse...

Há duas versões da lei organica na Net, qualdelas é a verdadeira?

Rita disse...

Da vossa ministra esperavam milagres?