sexta-feira, abril 06, 2007

RAPIDINHAS


Uma Expo e um Euro em cada dez anos – Os ministros de Sócrates devem andar mesmo despenteados, não é que agora publicaram o PENT? O Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) anunciado como útil para o turismo e para a projecção do país, parece mais um projecto de obras públicas e de construção e revitalização urbana, do que outra coisa. Para um partido (PS) que tanto criticou as políticas do asfalto e do betão de Cavaco Silva até que fica muito mal. Talvez seja impressão minha, mas ou é a clonagem do modelo ou o desvario da megalomania.

Museus abertos na Páscoa – Numa altura em que bastava que menos de 20% dos vigilantes dos museus fizesse greve, para obrigar os museus e monumentos a fecharem, eis que eles decidem não a fazer. A atitude destes funcionários insistindo em manter os serviços abertos apesar das reivindicações ainda não satisfeitas, fica-lhes muito bem. Quem sai mal disto é a ministra da Cultura que vê museus fechados parcialmente algumas vezes por sua exclusiva inoperância, sem poder deitar as culpas a ninguém. Mal esteve também um sindicalista que sugeriu que os vigilantes se estavam a guardar para a greve (quase) geral, misturando as estações e dando a ideia, já repudiada por diversos trabalhadores, que os problemas em causa eram os mesmos e que haveria uma possível conotação política nas greves dos museus. A propósito, o professor Marcelo e o professor César das Neves nada têm agora a dizer sobre isto, como o fizeram no passado?

Museus incentivados a arranjar mecenas – Com a carência de meios financeiros à disposição dos museus, não admira que se apele ao mecenato e à angariação de verbas através de cedências de espaços. O que me preocupa verdadeiramente é que os profissionais dos museus que se deviam dedicar inteiramente à sua conservação, manutenção e exposição das colecções, se tenham de desdobrar também pela angariação de verbas para garantir um funcionamento digno destes serviços. Não é esta a sua vocação, a gestão de museus e monumentos não é compatível com uma permanente organização de eventos variados mas sim de eventos culturais dentro da sua especificidade. Não sou contra a rentabilização dos museus, mas acho que a sua exgerada dependência da angariação de verbas pode levar ao desvirtuamento da sua missão na sociedade.


*** * ***

FOTOS DA PRIMA VERA


Gafanhoto

*** * ***

BOM HUMOR


Como são feitos os ovos da Páscoa.

3 comentários:

ruy disse...

Parabéns à Prima vera.

Anónimo disse...

Museus e monumentos abertos na Sexta-feira Santa? É só para dar borlas aos estrangeiros, isto num ministério que está de tanga e até aconselha e incentiva o aluguer de espaços e apoios mecenáticos para funcionar.
Vão todos...

o guardião disse...

Eu não gosto muito de doçes mas confesso que não sabia que era assim que eles eram feitos.
Boa