sexta-feira, fevereiro 06, 2009

VIVER CHIPADO

Não sou contra as novas tecnologias, porque lhes reconheço muita utilidade mormente no que respeita a facilitar o trabalho, mas não aceito como bons todos os usos dados às tecnologias, só por respeitar a modernidade.

Começo por não ser um escravo das novas tecnologias, não só porque continuo a escrever em cadernos de apontamentos, a comprar livros mesmo quando podia recorrer a edições electrónicas, e a fazer contas de cabeça, sempre que relativamente simples, mas também porque no princípio da linha, ou no seu final, sempre existirá o homem para tomar uma decisão ponderada e racional.

Hoje li que o Governo aprovou a obrigatoriedade da instalação de um “chip” electrónico na matrícula de todos os automóveis. Não serei dos que têm a mania da perseguição, mas parece-me que se está a ir longe de mais no controlo dos cidadãos. Pouco me comovem as explicações do executivo de que o sistema “respeita o direito à privacidade dos proprietários e/ou condutores bem como a protecção dos respectivos dados pessoais.

Não sejamos ingénuos, porque já hoje os talões de pagamento de portagens são aceites como prova em julgamento, bem como os talões de Multibanco ou pagamentos electrónicos que colocam os seus possuidores em determinado local à hora dos movimentos efectuados. Todos os movimentos das nossas viaturas serão controlados e controláveis com o recurso a estes chips.

Cada vez mais estamos ameaçados por um grande Big Brother que sabe tudo o que fazemos, o que temos, e por onde andamos, em benefício dos bancos e dos concessionários das estradas, que assim podem dispensar mais uns quantos trabalhadores, aumentando assim os seus lucros.

Eu prezo muito a minha Liberdade, e acho que deste modo sou cada vez mais controlado por um Estado que não me garante a minha privacidade, como não garante o segredo de justiça. Para cúmulo, ainda terei que pagar para me poderem controlar melhor!...



*** * ***
FOTOGRAFIA
Anton Miller

Anton Miller

*** * ***
CARTOON
Muscle Beach 002 by MUS1969
Big SISTER 02 by MUS1969

11 comentários:

Cata-Vento disse...

Mais uma vez estou de acordo contigo. O Big Brother veio para ficar. Já tinha lido o livro,há alguns anos, e apercebi-me de quanto a minha liberdade iria ser posta em causa. Tudo para " tomarem conta" de mim. Maior, vacinada, com as contas em dia, cidadã honrada com provas de bom comportamento. Há gente muito zelosa!
Paga, Zé! E não bufes!

Um abraço

Tem um bom dia!

Anónimo disse...

Já só falta injectar um chip no Zé para saber por anda e o que faz...
Lol

AnarKa

o escriba disse...

São estes atentados à liberdade que deviam abrir telejornais, com esclarecimentos de vantagens e desvantagens, entrevistas de rua, mesas redondas, carradas de comentadores e afins. Mas estas coisas quase que passam em notícia de roda-pé. Vêm pela calada e quando dermos por nós, nem pensar poderemos!
Liberdade? Cada vez vai tendo menos letras.

Bom fim de semana
Um abraço
Esperança

tulipa disse...

Xamuar Zé
Completamente de acordo contigo neste texto que revela a tua opinião sobre a obrigatoriedade da instalação de um “chip” electrónico na matrícula de todos os automóveis.
Eu também prezo muito a minha Liberdade. Para cúmulo, ainda terei que pagar para me poderem controlar melhor!...
Abraço.

tulipa disse...

Amigo
verifiquei que esta semana visitaste o blog da Pikena, minha sobrinha, mas...neste momento não é por lá que sabes das últimas notícias, mas sim visitando um outro blog que foi criado pelas amigas do Bookcrossing:

http://www.queridasnow.blogspot.com/
E, as últimas não são as melhores notícias, infelizmente:
A Tânia teve dois AVC's, está em coma. Os médicos não estão a conseguir fazer com que ela recupere.
A Tânia vai agora para o bloco operatório, vão fazer uma cirurgia à cabeça para estancar uma hemorragia. Os neurocirurgiões disseram aos pais que só sabem como vai correr depois de abrir a cabeça e que esta é a última esperança.
Rezem a tudo e a todos para que corra bem, por favor.

A Tânia já saiu do bloco operatório.
Retiraram-lhe metade do osso do crânio para descomprimir o cérebro e os médicos dão apenas 1% de hipóteses de ela recuperar. Eles dizem que estes AVC's foram muito fortes.
Bom fim de semana Amigo.

Jorge P.G disse...

Meu caro Zé Povinho:

É bem premente este escrito.
A transformação do homem em robot ambulante de carne e osso é por demais evidente. Como é também a preocupação do poder em controlar cada passo que damos.
Sou, naturalmente, contrário a qualquer forma de "surveillance" da minha privacidade e tentarei por todos os meios ao meu alcance a sabotagem desses chips. Como, não sei ainda, mas tenho esperanças de descobrir um meio eficaz de meter um grãozinho de areia na engrenagem.

Bfds.
um abraço.

elvira carvalho disse...

Absolutamente de acordo consigo. Estamos segundo eles dizem numa democracia, mas começamos a ser vigiados como os que vivem em países ditatoriais.
Um abraço e bom fim de semana

Pc Alves disse...

Não tarda muito e seremos nós a ter um chip, para melhor sermos controlados. O fim da liberdade está próximo, no futuro teremos um "Twitter" em cada um de nós que diga a qualquer hora o que estamos a fazer.
Cumprimentos

Papoila disse...

Amigo Zé Povinho:
Depois do dedo para marcar presença, a próxima vai ser um chip para ver onde estamos ...
Beijos

Roberto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roberto disse...

Preso pela saúde daqueles que sonham que somos livres, pois nunca fomos, vivemos em um mundo de ilusão, um Matrix, e só o que faltava eram os chips, mas não fiquem surpreso eles estão ai, agora são os passaportes, amanha carteira de motorista e identidade, ai só falta você, que querendo ou não ele vira e quem quiser ser cidadão terá que usar um