domingo, junho 09, 2013

ANORMALIDADE



Num país normal seria curial que um político que não consegue ao nível das sondagens ter um saldo positivo de aceitação, nem sequer se atrevesse a ponderar a hipótese de se recandidatar em próximas eleições, porque afinal a legitimidade de um político depende da sua aceitação, já que o seu trabalho devia ser em prol dos cidadãos.

Portugal já deixou de ser um país normal, em termos políticos, há bastante tempo, basta atentar na situação em que nos encontramos depois de anos de sucessivas más governações.

A cereja no topo do bolo foi a afirmação despudorada de Passos Coelho “claro que o normal é recandidatar-me”. Passos ignora, ou finge ignorar a opinião pública.

5 comentários:

Pata Negra disse...

Pior de anunciar a sua recandidatura é dizer que o seu projeto é de 2 legislaturas - então mas o seu projeto não está já concluído? Ainda que liberalizar mais? Quer privatizar a assembleia da república ou nacionalizar a igreja católica?
Quer substituir o cartão de cidadão por um chip das finanças ou quer revogar o decreto da abolição da escravatura?
Um abraço dum povo macumbúzio e resignado

O Puma disse...

O cavalheiro

está rigoroso no cumprimento
de um contrato
transnacional

Metalurgia das letras disse...

Anormalidade completa seriam aceitar-lhe o retorno.

Anónimo disse...

ULTIMA HORA , AS SONDAGENS PREVEEM UMA GRANDE DERROTA A NIVEL NACIONAL DO PSD E CDS ,POR ISSO PREPAREM-SE PARA CORRER COM OS FASCISTAS DE TODOS OS POSTOS DO GOVERNO E NÃO SÓ ........
FINALMENTE O POVO PORTUGUES ABRIU OS OLHOS !!!

Anónimo disse...

https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=sites&srcid=ZGVmYXVsdGRvbWFpbnx6ZW5pbnVtaXxneDo2MWEwYjk3MmRmMDUyMmQ4