quinta-feira, julho 11, 2013

DEMOCRACIA CONDICIONADA



Cavaco Silva com a sua comunicação ao país conseguiu lançar ainda mais confusão do que a que existia antes com a garotice dos dois parceiros da coligação governamental.

Quando a solução mais lógica era a convocação de eleições antecipadas, Cavaco vem dizer que não está de acordo com as eleições agora, deitando-as para depois de Junho de 2014, mas que gostaria de uma solução a três, com PSD, CDS e PS, que obviamente prefere ao acordo entre Passos e Portas que estava sobre a mesa.

Este condicionamento da Democracia, que pretende forçar um entendimento entre 3 forças partidárias diferentes, não respeita o pulsar da sociedade portuguesa, nem tem em conta as declarações recentes dos líderes das 3 forças.

As eleições em Democracia são sempre clarificadoras e nunca deviam ser consideradas um empecilho aos interesses do povo. Este adiamento das inevitáveis eleições apenas tornam a política num pântano maior do que tem sido nestes últimos tempos.

Nota: Uma minudência sobre o actual governo, onde já não estão (?) pelo menos dois ministros, creio que não se encontra em plenitude das suas funções, ao contrário do que diz Cavaco Silva.


CARTOON

3 comentários:

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=2r5olCYxM-o

Metalurgia das letras disse...

Democracia "ar" condicionada a nada!

Anónimo disse...

http://mais-mentiras.blogspot.com/2011/05/verdade-sobre-passos-coelho.html