terça-feira, março 05, 2013

O PODER DOS GRANDES MERCEEIROS



Portugal revela-se um paraíso para os grandes merceeiros, como se constata pelo facto de os dois maiores merceeiros da nossa praça, terem enriquecido 742 milhões em 2012, um ano em que a maioria dos cidadãos deste pobre país viu as suas finanças encolherem brutalmente.

Nada tenho contra os grandes merceeiros, considerando apenas a actividade que é necessária, mas tenho grandes objecções quanto ao domínio do mercado da distribuição, quanto ao tipo de contratações praticadas pelos dois players, e quanto às isenções que os dois grupos conseguem nas contribuições ao Estado.

Com a contracção dos salários e com o aumento brutal do desemprego, é sempre bom saber-se quem ainda lucra nestas situações… 


CARTOONS

2 comentários:

Jorge P.G disse...

Deixar de se alimentar é a última coisa que as pessoas fazem...

Quanto à protecção que o governo dá aos grandes merceeiros, também tenho dúvidas substanciais.

Um abraço.

Jorge disse...

O pior é que não se pode apertar com os meninos senão fogem!