segunda-feira, maio 11, 2009

PROVÉRBIO E OPINIÃO

Estava eu a ler uns quantos provérbios que uma leitora me enviou, quando subitamente deparei com um com que não concordava. Nada de mais, a divergência pode ser uma riqueza e não um foco de conflitos.

Vou citar o provérbio tal e qual me foi comunicado, mas a vermelho e entre aspas registo a minha opinião:

«A falsa modéstia é a mais (in)decente de todas as mentiras»

Por Henrique Monteiro

*** * ***
FOTOGRAFIA
con

Анна Никонова

7 comentários:

Anónimo disse...

Se a modéstia tem algo a ver com a caricatura de baixo, é indecente até a classificação.
Lol

AnarKa

SILÊNCIO CULPADO disse...

Zé POvinho

Concordo contigo. A falsa modéstia é a mais indecente de todas as mentiras e aplicada à situação que aplicaste é tão indecente, tão indecente que chega a ser escabrosa.É que a falsa modéstia assume neste contexto o expoente máximo de todas as mentiras que se querem fazer crer como verdades.

Olha, amigo, eu sei quanto és um amante do património, quanto te dói ver esse património maltratado e quanta cultura tens sobre essa matéria.
Incentivo-te a participares na iniciativa da minha amiga SUSANA FALHAS que vai promover, no mundo virtual, uma blogagem colectiva sobre a ALDEIA DA MINHA VIDA com textos originais de quem ama o nosso património e a nossa cultura.


Abraço

LopesCa disse...

“A falsa modéstia é a mais decente de todas as mentiras”

Eu prefiro decente porque todos se julgam mais modestos do que são e pelo menos se fingirem que são modestos não chateiam tanto lol
E não pensei no cartoon LOL

Meg disse...

Amigo Zé,

Sempre considerei a falsa modéstia, não só indecente como uma demonstração de mau carácter.
E mantenho a mesma opinião, cada vez mais.

Sobre os teus "bonecos"... eles dizem tudo.

Um abraço

Jorge P.G disse...

Belo lírio!

Só acho que o indivído caricaturizado pelo Henrique, de modesto nada tem. Nem sequer é um falso modesto, fica-se pelo primeiro termo...

Um abraço do sineiro da aldeia.

Anónimo disse...

Um tipo vaidoso e arrogante é tudo menos modesto - talvez detestável seja um termo que lhe fica a matar.
Bjos da Sílvia

Fliscorno disse...

Boa e oportuna composição, como sempre.