quarta-feira, fevereiro 18, 2009

RAPIDINHAS

Tribunal que vira hotel de charme – O Tribunal da Boa-Hora parece que vai mesmo ser transformado em hotel de charme, se atendermos ao chumbo da proposta do Bloco de Esquerda. A Assembleia Municipal de Lisboa permite assim que a resolução do Conselho de Ministros siga em frente, embora recomende que a Câmara de Lisboa seja “parte activa no processo de salvaguarda do património simbólico e histórico que o Tribunal da Boa-Hora representa”, seja lá o que isso for. Mais uma vitória da Sociedade Frente-Tejo que daqui a algum tempo dará muito que falar, exactamente na área do Património.

Falar português – Um corrector ortográfico, ou pelo menos o seu lançamento, serve para o ministro da Cultura falar da importância da língua na afirmação do país num mundo globalizado. Já todos tínhamos consciência da importância da língua portuguesa, mas o que eu não sabia é que “… o Brasil é que ficou refém de nós, porque eles é que falam português”. Não sei o que é que o senhor ministro da Cultura queria dizer, mas talvez alguém esteja interessado em explicar.




Por Bruno Taveira
750

7 comentários:

Pc Alves disse...

Apesar de ser importante estreitar os laços entre Portugal e o Brasil, eu acho que este acordo ortográfico só nos faz perder um pouco mais da nossa identidade. Mas é o futuro, da mesma maneira que nos adaptamos ao Euro também nos adaptaremos à nova maneira de escrever a nossa língua mãe.
Abraços.

FERNANDA-ASTROFLAX disse...

OLÁ QUERIDO ZÉ, NOTA 10 PARA A TUA POSTAGEM AMIGO... ADOREIIIIIIIIIII
UM GRANDE ABRAÇO DESTATUA AMIGA,
FERNANDINHA

Pata Negra disse...

Qualquer dia, se quisermos visitar um monumento temos de fazer uma reserva em quarto duplo!
Hoje em dia, nenhum político ou investidor consegue apreciar um rasgo de paisagem,um resto de castro sem pensar logo: isto dava para fazer aqui um hotel.
Um abraço (será que a minha pocilga também dá para fazer um hotel?)

SILÊNCIO CULPADO disse...

Zé Povinho
Tudo se transforma em lucro ou em vias dele. Por isso hóteis para a frente.
Quanto ao acordo ortográfico os mais pequenos que se verguem aos maiores e lhes entreguem a sua virgindade.
Estamos feitos.


Abraço

adrianeites disse...

vamo ve ne..
a gente pratica esporte o suficente.. quanto ao acordo me faz confusão que egito não tenha o p mas egipcio tenha...não dá para deletar tudo..


lol!

Jorge P.G disse...

Tribunal - É comum em muitos países aproveitar edifícios históricos que já não servem os seus propósitos originais e transformá-los em museus. galerias de arte, ou mesmo hotéis de charme.
Desconheço, no caso da Boa-Hora, se melhor finalidade lhe não poderia ser atribuída, mas acredito que sim.
Cheira-me a "negociata".

Ministro da Cultura - Um espécime raro, que de tantas línguas falar, ao que se diz dele, não ama verdadeiramente nenhuma. Mais um desastroso servidor socrático.

Um abraço e bom fim-de-semana.

Papoila disse...

Querido Zé Povinho:
Teimosia de quem (des)manda pela grande negociata que parece estar por trás...
Quanto ao acordo por muito que lhe resistemos vai acabar por se espalhar...
Beijos