terça-feira, fevereiro 24, 2009

DIVAGANDO…

Já tinha lido algures que Sílvio Berlusconi terá decidido esconder as partes mais íntimas de uma senhora retratada num quadro que ficava atrás do lugar onde ele por vezes falava, e na altura disse que isso era um tremendo disparate. Pelos vistos por cá também alguém se sentiu perturbado com a imagem de um quadro de Courbet, e decidiu confiscar o livro que exibia na capa essa pintura.

Duvido que o agente da PSP tenha percebido que estava perante uma pintura de um autor consagrado, digna de estar exposta num dos grandes museus franceses, mas mesmo assim, não compreendo. Talvez neste caso, aconselhe uma visita a uma exposição em ambiente aquático, como a da fotografia abaixo.


Com tantas ajudas às pequenas e médias empresas, pelo menos a atender aos múltiplos anúncios do Governo, talvez alguns se sintam tentados a descansar, calmamente como o sujeito da foto. Cuidado amigos, porque os publicitários são uns exagerados e o desemprego está a aumentar, MUITO!




Esta duas fotografias não sei como é que me chegaram ao mail, mas uma tinha algo a ver com o apego ao poder, e a outra pretendia representar uns quantos casos estranhos da nossa Justiça, que afinal até é célere, quando não devia, mas isso é a minha opinião.




5 comentários:

Cata-Vento disse...

Eu não duvido que os agentes da PSP desconheciam que se tratava de uma pintura de um célebre artista do século XIX mas não posso deixar de ficar estupefacta com os acontecimentos. Censurável atitude que está contra os direitos liberdades e garantias consignados na Constiuição.O acto repugna-me e pior, já não é filho único.
Os publicitários são uns exagerados mas que eu abri bem os olhos para observar a espreguiçadeira é uma verdade.
Como sempre , gostei das imagens.

Beijinhos

elvira carvalho disse...

A explicação é que os agentes foram chamados por os pais de umas criancinhas que estavam embasbacadas perante as imagens, e os púdicos paizinhos em vez de explicarem com naturalidade aos meninos o que representava a imagem, ameaçavam entrar em vias de facto com o livreiro.
Será que os paizinhos se fossem ao museu também exigiriam que o quadro fosse retirado da parede?
Um abraço e uma boa semana

Ferreira-Pinto disse...

Tudo tem uma explicação e, neste caso, a mesma até é bem prosaica.
O homem em vendo a coisa, e atendendo a que vem aí o Estio, pensou lá com os botões da sua farda: "Hum, esta precisa de ir ali à Gina Esteticista fazer a depilação!".
Eis a verdadeira razão da conduta do nosso PSP.

Anónimo disse...

Olha lá ó Zé, se a justiça por cá é assim como tu a mostras, eu começo a pensar que é melhor ir ter a menina e convidar a dita para uma ida a um barzinho simpático que eu conheço.
Lol

AnarKa

MARIA disse...

Olá Zé Povinho, sabe meu amigo estou convicta que para alguns o Homem não terá nascido nu.
A mulher roubou-lhe a roupa, o que representa a verdadeira história das nossas origens e justifica o poder punitivo do Estado ...
No caso concreto e cá entre nós o que por certo incomodou a Autoridade foi a falta de vida da modelo. Era só papel... admitamos que é frustante ...
:-)
Depois disto só o confessionário me safa ...
E eu confesso que abomino os falsos moralismos.

Beijinhos
Maria