segunda-feira, junho 11, 2007

RAPIDINHAS

Palácios e Monumentos – Tive a oportunidade de visitar dois monumentos no Dia de Portugal e, em ambos tive oportunidade de falar com funcionários e verificar, que a falta de pessoal de vigilância é ainda uma realidade apesar das promessas da ministra Isabel Pires de Lima. É espantoso que tenha sido feito um anúncio público de reforço de 500 vigilantes para o período de Junho até finais de Setembro e que ainda não tenha sido transformado em realidade. Também pude constatar que as leis orgânicas ainda não tiveram efectividade, pois ainda há serviços que não mudaram de tutela apesar do que está determinado, pois a transição ainda não se efectuou, com todos os inconvenientes que daí decorrem.

O Bispo Vermelho – D. Manuel Martins foi condecorado no dia 10 de Junho por Cavaco Silva a quem dirigiu duras críticas enquanto governante. Barafustou e discordou publicamente de algumas políticas e realidades enquanto bispo de Setúbal mas mereceu a grã-cruz da Ordem de Cristo, apesar ou por causa disso mesmo. Das suas declarações ficou esta frase.” Diante dos homens, sempre de pé. De joelhos só perante Deus.”

Citando o DN de 11/06 – “O consulado em Roterdão está sem cônsul e não prestam informações. É o organismo público português que pode prestar apoio social aos emigrantes. Dizem que não têm meios financeiros e aconselham as pessoas em apuros a ficar o tempo suficiente para pagar a viagem de regresso.” Só acrescentaria que nem no tempo da “outra senhora” era assim, o repatriamento era normal, embora depois pudesse vir a ter consequências.

*** * ***
FOTOGRAFIA DE S. ANTÓNIO (?)
Igor Zenin

*** * ***

CARTOON INTERNACIONAL
Estão lá preocupados, ganham milhões! - In Cartoonices

Chris Madden

4 comentários:

CORCUNDA disse...

Quanto aos museus, estav-se a ver que seria muita areia para a camioneta. Enfim, promessas, aquilo a que já estamos habituados e falta de rigor e cultura de exigência e respeito.

Em relação ao Bispo, penso que a condecoração foi bem atribuída e bem merecida. Cavaco é apenas um intermediário na atribuição que distingue merecidamente as causas e valores pelas quais o bispo sempre se bateu.

Quanto a consulados e embaixadas, depois do que tenho lido e ouvido relativamente ao caso Reyquiavique (não deve estar bem escrito, mas o nome é complicado, pôrra!) e à actuação desenvolvida pelas autoridades portuguesas, já nada me surpreende. Ainda mais quando o meu amigo Sineiro, publicou uma carta de protesto no seu blog, enviada para a embaixada portuguesa em Paris por uma instituição laica de portugueses radicados naquela cidade, manifestando o desagrado pelas comemorações do Dia de Portugal se terem resumido a apenas... uma missa!

Abraço.

adrianeites disse...

o cartoon do crédito mal parado está *****!
é mesmo assim! nem mais!

cp's

papagueno disse...

Pois, 500 funcionários. Quando a esmola é grande o pobre desconfia.
um abraço.

o guardião disse...

Enquanto "ainda" há Património,e enquanto "ainda" se consegue abrir as portas, lá vou eu insistindo em publicar umas coisitas sobre o que "ainda" se pode visitar.
Como vês lá consegui umas coisitas do Palaciano, é preciso é insistir.
Abraço