quinta-feira, junho 07, 2007

PLANOS TECNOLÓGICOS


Cantaram-se hossanas quando foi anunciado o Plano Tecnológico por José Sócrates, como se fosse a verdadeira varinha do condão que iria transformar este país atrasado, num prodígio de modernismo e de sucesso. Tudo era prometido “na hora”, empresas, processos de licenciamento, certidões, matrículas escolares e sei lá o que mais.
Umas coisas foram simplificadas, logo tornadas mais rápidas, outras de tão simplificadas e facilitadas deram origem a processos fraudulentos, também por essa via facilitados e ficou-se por aí mesmo. Mas os políticos lusos, mesmo sem concretizarem as promessas e, especialmente quando as atenções do público estão viradas para matérias incómodas, são altamente criativos e apressam-se em avançar com novas promessas, embrulhadinhas em embalagens vistosas.
Agora são os computadores portáteis, a prestações, com desconto ou a baixo custo, com acesso à Internet em banda larga, também ao preço da uva mijona. A promessa é de que serão os fornecedores dos serviços de banda larga a fornecer os equipamentos. Claro que ninguém quer saber de onde vem tanta benevolência, o que importa mesmo é ter um portátil. Alguns até acreditam que as empresas cotadas na bolsa serão instituições beneméritas, porque não?
Na minha actividade, o turismo, tenho que estar actualizado e recorro com muita frequência à informação disponibilizada na rede. Hotéis, roteiros turísticos, espectáculos, eventos e museus, são alguns dos temas de busca. Em quase todos os países europeus encontro com alguma facilidade informação abundante e de qualidade, já em Portugal não acontece o mesmo, os sites estão muitas vezes desactualizados, as respostas às minhas perguntas ou chegam tarde ou nem chegam e quanto aos museus e monumentos, especialmente estes últimos, quase nada.
Pergunto-me se este foguetório todo não é apenas isso mesmo. Não há conteúdos nacionais nem a nível do ensino nem da cultura. Será que com esta medida vamos ter uma abundância de conteúdos? Ou será que vai ser apenas um óptimo negócio para as empresas fornecedoras dos serviços de banda larga?
Vamos esperar para ver, como o S. Tomé de Boliqueime.


Um bom site francês sobre museus http://www.rmn.fr/


*** * ***

REUNIÃO DOS G - 8

Rainer Hachfeld
A noite foi inesquecível...Durão Barroso foi o primeiroa ser chicoteado...não há mais fotografias da festa...
Picado do Cartunes e Bonecos


*** * ***
FOTOGRAFIA DE VIAGENS

O verdadeiro deserto by troofel

7 comentários:

Joca disse...

Ver o sbmisso Furão de quatro até que é interessante, faz-nos recordar o lambe-botas que segurava a vela no encontro Bush Blair.
Um portátil, sempre é um portátil, mas que alguém vai ganhar com isso, é inevitável, porque por ex. o Mete-medo não virou ainda um Bil Gaitas.
Fui

MouTal disse...

Caro amigo
Eu também por aqui passo muitas vezes, este seu espaço é muito divertido, e muito bem conseguido.
Abraço

"o moço da bodega" disse...

Parabéns pelo seu espaço, zé.
Maravilhosa a charge do G.8.

Abraços do Brasil.

pita-cega disse...

Toda esta panóplia de "tecnologia" ao desbarato, não terá a ver com alguma negociata feita quando da visita de Bill Gates a Portugal?
É que se há "coisa" que me deixa desconfiado é o relativo interesse do maior magnata dos computadores por um país que na América não passa de uma província espanhola. Isto para aqueles americanos privilegiados que sabem onde fica Espanha eheheh.

adrianeites disse...

alguém vai ganhar muito com isto. disso não tenho dúvidas! é sempre assim...

Zé Povinho disse...

Bolas, já ninguém acredita em beneméritos?
Perdeu-se definitivamente a inocência.

Anónimo disse...

Muito bom post!!!!

;-)


O pessoal deixa-se comprar muito facilmente...Até qd as pessoas vão gostar de levar 'porrada'??!

Abraços


A SULISTA