terça-feira, novembro 30, 2010

GEDEÃO

Máquina do mundo

O Universo é feito essencialmente de coisa nenhuma.
Intervalos, distâncias, buracos, porosidade etérea.
Espaço vazio, em suma.
O resto, é a matéria.

Daí, que este arrepio,
este chamá-lo e tê-lo, erguê-lo e defrontá-lo,
esta fresta de nada aberta no vazio,
deve ser um intervalo.



FOTOGRAFIA
By Palaciano

CARTOON
Conversas no Laranjal

7 comentários:

Vieira Calado disse...

Gedeão,

mestre nestes poemas

e noutros.

Sempre boa escolha!

Um forte abraço.

Como uma onda disse...

Que me perdoem os deuses por eu não conhecer tanta beleza.
Estou em extase agora! estou em viagem de pura endorfina!
Maravilhoso! prazer Gedeão!
Amigo ZéPo, obrigada por este presente!!

São disse...

Ah, que bom encontrar aqui esse poeta magnífico chamado Rómulo de Carvalho.

Um bom dia lhe desejo.

C Valente disse...

Lindo
Saudações amigas com um abraço no dia de hoje

Sofia disse...

:-)
É engraçado porque ambos visualizamos, depois do poema, uma árvore. Só que a minha vinha com neve em cima!
Beijo, Sofia

Anónimo disse...

http://prixviagrageneriquefrance.net/ viagra
http://commanderviagragenerique.net/ viagra generique
http://viagracomprargenericoespana.net/ viagra
http://acquistareviagragenericoitalia.net/ viagra generico

Anónimo disse...

http://prixviagragenerique50mg.net/ vente viagra
http://prezzoviagraitalia.net/ acquisto viagra
http://precioviagraespana.net/ precio viagra