terça-feira, maio 25, 2010

RAPIDINHAS

Aumentos – Já tivemos os aumentos dos impostos, agora vamos ter os aumentos dos transportes públicos. O ministro Vieira da Silva afirmou que “se estão congelados há dois anos é possível que haja um aumento”. É fantástico que um ministro diga isso quando o governo corta nas reformas, nos subsídios de desemprego e outra prestações sociais, ao mesmo tempo que aumenta as compensações aos transportes de passageiros, todos os anos sem excepção. Coerência a rodos dum socialismo engavetado.

Estímulo à poupança – Os economistas e os banqueiros deste país dizem que temos que poupar mais e contrair o consumo por causa das dificuldades que a banca tem em financiar-se, mas ao mesmo tempo temos a notícia de que a “banca corta remuneração de contas poupança”. É fantástica a lógica destes seres iluminados, que preferem pedir lá fora a juros cada vez mais elevados e cá dentro querem que paguemos para ter o dinheiro nos seus cofres. Não admira que este país da tanga esteja mesmo de tanga com uma banca deste calibre.

FOTOGRAFIA
Dança do pavão by Deepak Sreedharan


CARTOON
Mike Keefe

Stephane Peray

Tayo Fatunla

3 comentários:

Pata Negra disse...

Portanto, devemos concluir que, por uma questão de coerência de discurso governativo, todos os vencimentos que estão congelados ou a perder a validade há mais de dois anos, vão ser aumentados, digo para o churrasco!
Devo ter percebido mal, pensei que os únicos transportes que iam ser aumentados eram os de suas senhorias - os tais que vão compensar por excesso o corte de 5% para inglês ver!
Um abraço e tirem-me essa gente da frente
Um abraço da avenida em tarde de próximo sábado

Anónimo disse...

Poupar o quê? Tudo aumenta menos os salários, excepto os dos políticos, que cortam 5% dum lado e recebem 10 por outro. Qual deles é que se queixou?
Bjos da Sílvia

elvira carvalho disse...

É amigo, parece anedota. Cortam-se os salários e aumentam-se os impostos e ainda nos pedem para poupar. O quê? Só se fôr a fome..Um abraço