sábado, fevereiro 28, 2009

HOJE, A POESIA

Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra «amigo».


«Amigo» é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo,
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!


«Amigo» (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
«Amigo» é o contrário de inimigo!
«Amigo» é o erro corrigido,


Não o erro perseguido, explorado,
É a verdade partilhada, praticada.


«Amigo» é a solidão derrotada!


«Amigo» é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
«Amigo» vai ser, é já uma grande festa!


Alexandre O’Neill, in No Reino da Dinamarca

*** * ***
FOTOGRAFIA
Брушша

puzan

*** * ***
O OLHAR DO GORAZ

*** * ***
CARTOON
Chapatte
Stephane Peray

8 comentários:

Pata Negra disse...

Amigo, um amigo-abraço

Violeta disse...

amigo. é amigo e naõ precisa de dizer mais nada.
bom fim de semana

ana p roque disse...

Bom fim de semana,com este belo hino de amizade do O'Neill.

Cata-Vento disse...

«Amigo» é a solidão derrotada!

«Amigo» é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil..."


O poder encantatório das palavras na poesia de O` Neill. Amigo como ele diz é " um trabalho sem fim..."

Que continuemos a alimentar a amizade, pássaro azul em verde trigal.
Bem-hajas, amigo!

Beijinhos

Anónimo disse...

Um bom fim de semana, Zé.
Bjos da Sílvia

Papoila disse...

Querido Zé Povinho:
«Amigo» vai ser, é já uma grande festa!
Grande hino à amizade do O'Neill!
Os cartoons divertidíssimos.
Beijos

C Valente disse...

bom amigo saudações

adrianeites disse...

apesar da crise deve se salientar a materia prima que portugal continua a produzir para humoristas, cartonistas & ca..


bom fim de semana!