terça-feira, agosto 19, 2008

ESTES PUBLICITÁRIOS…

Nas sociedades actuais todos aceitamos a existência da publicidade, e muitos são os que, por via da dita, “embarcam” na compra de artigos desnecessários ou mesmo de má qualidade. Claro que admiro a criatividade de alguns publicitários, e até o bom gosto e o humor de algumas campanhas ou anúncios, mas infelizmente há também a má publicidade, e até a enganosa.

Quem é que já não adquiriu produtos que não correspondem às expectativas, simplesmente por causa da publicidade feita em seu redor? Penso que não há ninguém que não tenha sido iludido, pelo menos uma meia dúzia de vezes.

Na política espectáculo, a que estamos sujeitos quase todos os dias, também impera a publicidade, basta reparar nos números com que nos acenam, e comparar com a realidade que nos rodeia. Baixou o número de desempregados, dizem-nos, mas quando passamos à frente dos centros de emprego vemos grandes bichas, e conhecemos todos alguns desempregados. Diz-se que se pretende diminuir o trabalho precário e os falsos recibos verdes, mas eles aumentam. José Sócrates diz que se criaram 133 mil novos postos de trabalho desde o início da legislatura, mas não diz quantos se perderam, embora critique os outros porque «nenhum dado os deixa satisfeitos».

Lamento que o 1º ministro de Portugal se sinta satisfeito, quando temos tantos desempregados, tanto emprego precário e tanta gente a viver com o rendimento social, indicando que estão praticamente afastados do mercado laboral.

A publicidade é uma faca de dois gumes. Nós podemos ser iludidos alguma vez, mas a qualidade (ou falta dela) do produto acaba por vir à tona, tirando as dúvidas até aos mais crédulos.



*** * ***
FOTOGRAFIA MANIPULADA
Different-Good by ANewCreation

Pretty in Pink by PerceptionInPrint

*** * ***
CARTOON
Patrick Chappatte

Patrick Chappatte

7 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Zé Povinho

Se houvesse umas Olimpiadas de embuste nós não ficariamos tão mal classificados.

Abraço

LopesCa disse...

Sobre a publicidade é uma verdade :)

Gostei do cartoon do Tibet no pódium.

Sophiamar disse...

Todo o cuidado é pouco quanto à publicidade. Então quando ela é falaciosa e as expectativas nos saem goradas ficam criadas as condições para não mais acreditar nela.
Os cartoons são uma delícia.
Beijinhos

Jorge P.G disse...

Publicidade ou propaganda?
É que o PM faz mais propaganda!

Que ele é um produto de baixa qualidade parece que já nos apercebemos. Resta saber se, ainda assim, os seus meios publicitários o vão tornar de novo o mais vendido!

Um abraço, Zé, do Jorge Sineiro.

Marreta disse...

Bem dito, ou escrito!
De facto não se pode, nem deve, confundir quantidade com qualidade no que quer que seja, muito menos em termos laborais. Diminuir as listas de desempregados à custa de empregos precários nunca dará resultado, porque uma lista que é hoje mais curta decerto que amanhã voltará a aumentar, fomentando o círculo vicioso.
Saudações do Marreta.

adrianeites disse...

mas estes publicitarios que tentam fazer acreditar que se criaram 133 mil empregos liquidos só conseguirão os seus intentos ou com pessoas que sofram de amnseia ou então com mazoquistas....

muito bom o cartoon!

cump's

A. João Soares disse...

A propósito da propaganda enganosa, recordo o adágio «na primeira qualquer cai, na segunda só cai quem quer» Andamos a ser enganados há tempo demais. Já poucos acreditam em promessas de políticos e nas estatísticas que citam.
A banha da cobra não é tão milagrosa como eles dizem!
Abraços
A. João Soares