segunda-feira, dezembro 06, 2010

JOSÉ CRAVEIRINHA

UM HOMEM NUNCA CHORA


Acreditava naquela história

do homem que nunca chora.


Eu julgava-me um homem.


Na adolescência

meus filmes de aventuras

punham-me muito longe de ser cobarde

na arrogante criancice do herói de ferro.


Agora tremo.

E agora choro.


Como um homem treme.

Como chora um homem!

PINTURA AFRICANA




CARTOON

Hao Yanpeng

Felips

7 comentários:

Valquíria Oliveira Calado disse...

Amigo, sinceramante estou tentando lembrar dum homem chorando... não consegui, mas tenho o seguinte conceito, o homem que não chora é um covarde, porque a vida nós dá milhões de motivos pra chorar, tbm de alegrias, boa semana, bjos.

Pata Negra disse...

Choro por pouca coisa mas quando a coisa é muita ganho de tal modo forças para a ultrapassar que até me esqueço de chorar. Chorar é humano!
Um abraço do fundo dessa poesia

C Valente disse...

LIndo. Um homem chora quando tem sentimentos
Saudações amigas

Anónimo disse...

Viver por cá dá vontade de chorar...
Lol

AnarKa

MARIA disse...

Que bonito este poema...

Um beijinho amigo

Maria

São disse...

É por esse mal que também provoca até nos homens que abomino o machismo!!

Bom dia.

Anónimo disse...

Please let me know if you're looking for a writer for your weblog. You have some really good posts and I believe I would be a good asset. If you ever want to take some of the load off, I'd love to write some articles for your blog in exchange for a link back to mine.
Please shoot me an email if interested. Cheers!
My web site > online casino games