sexta-feira, fevereiro 08, 2013

O ESTADO DA GRÉCIA


A Grécia recorreu à ajuda externa cerca de dois anos antes de Portugal, e apesar das diferenças que dizem ter estado na origem dos seus problemas, a receita que lá foi aplicada foi replicada aqui em toda a sua extensão.

Os cortes salariais, os cortes nas ajudas sociais, os aumentos de impostos e os cortes orçamentais generalizados, são da mesma natureza, bem como as ajudas ao sistema bancário.

A situação na Grécia é de desespero para multidões de desempregados, é a angústia dos que ainda têm emprego ou que ainda têm pequenas empresas, porque a economia não pára de se contrair desde que a crise se instalou.

Uma das frases que melhor retrata o estado de espírito dos gregos foi: “na Grécia já ninguém fala ou ri no metro,é como se fosse um cemitério”. O recurso às instituições de caridade é tremendo e a capacidade de resposta já é diminuta.

“O bom caminho” que nos indicam pode muito bem vir a ser este, caso se continue a apostar nesta receita que já deu os seus (péssimos) resultados.

5 comentários:

elvira carvalho disse...

O exemplo está na frente dos nossos olhos, mas à maioria do povo já faltam as forças para os abrir.
Um abraço

Anónimo disse...

Se não abrirem a pestana, os portugueses irão descobrir muito tarde que o nosso destino será igual com as mesmas condições.
Bjos da Sílvia

Pata Negra disse...

Enquando nos fazem olhar para o fato roto da Grécia, conseguem que não olhemos o nosso que não está nada melhor! É caso para nos interrogarmos: o que falarão os gregos de nós???
Um abraço grego de terras lusas

Anónimo disse...

abramos olhos amanha será tarde demais

http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&v=_2Nknz0Bd1I&NR=1

Jorge P.G disse...

Fazem-nos crer que o caso grego é diferente do nosso e que nunca vamos atingir o caos instalado na Grécia. Ai vamos, vamos! E não é substituindo uns rapazolas alaranjados por outros mais rosados que a coisa muda!
O país precisa de gente séria e preparada para governar.

Um abraço.