quarta-feira, setembro 23, 2009

INVEJOSO, O ZÉ?

Não costumo ter pachorra para ler o Miguel Sousa Tavares mas um texto com o título “Meditação sobre o Zé Povinho” fez-me passar os olhos sobre o artigo de opinião desse senhor.

Para que conste, não gosto do tipo de pessoa que mostra ser MST, que destila um ódio visível por funcionários públicos, por quem escreve em blogues e por portugueses normais, que se podem identifica com a figura do Zé Povinho.

Os pergaminhos que MST ostenta não me agradam nem me impressionam, causam-me pelo contrário alguma impressão, em texto assinado num semanário de referência.

Por muito que desagrade a MST, ele próprio é confundido com um padeiro, pelo menos aos olhos de muitos brasileiros, apenas porque é portuga. Demonstra uma grande inveja por haver muitos mais cidadãos que batem nos políticos, e em quem lhes apetece, emitindo a sua opinião em liberdade, não expressando os mesmos pontos de vista de tão insigne comentador.

Se o Zé Povinho representa o pior de Portugal pelos manguitos que faz ao poder, talvez seja oportuno recordar a tão “corajoso lutador pelas liberdades” que foram muitos os Zés que durante os tais quarenta anos de escuridão foram lutando por direitos sociais e pelo direito de livre expressão de que ele abusa.

O Zé é um bom português, dos verdadeiros, sem casas na Lapa nem montes no Alentejo, só porque isso dá algum status e dá uma imagem de sucesso que todos deviam invejar, mesmo aqueles por quem o Miguel nutre um ódio doentio – todos os Zés Povinhos.



Ora toma lá, que é democrático!

*** * ***
FOTOGRAFIA
Музей хрусталя

*** * ***
HUMOR EM TIRAS

8 comentários:

Anónimo disse...

E a tal criatura sebosa, com ar de desdém (MST), esquece-se que a maioria do estatuto que ostenta, a maioria das oportunidades que teve na vida e os conhecimentos, a vida de betinho, o acesso à cultura e as viagens que fez em idades determinantes, deve-as a ser filho de quem é. Aquela criatura arrogante esquece-se que sempre foi um privilegiado do sistema e ousa olhar com desdém para o resto do mundo. Custa-me ver televisões e jornais de referência ainda pagarem para este senhor deitar cá para fora as baboseiras que até devia ter vergonha de pensar.
Zé (não o "povinho", mas Zé na mesma)

Marreta disse...

Subscrevo o comentário do anónimo e aplico-lhe (ao MST) um manguito popular.

Saudações do Marreta.

Ferreira-Pinto disse...

O Sousa Tavares é um tipo curioso, certamente julgando-se acima do povo e ainda mais inequivocamente um egoísta atroz!

São disse...

Adorei o Mungo aí em baixo.

Irritam-me solenemente as alarvidades vomitadas contra o funcionalismo público.

Aliás, o "querido" Cavaco deu o exemplo e , estupidamente, ainda lhe deram votos para ser Presidente da República!!

Fique bem.

elvira carvalho disse...

Conheci ainda que superficialmente o senhor há muitos anos atrás. Aí uns 25 ou 30 anos. E é impressionante o que o homem mudou. Como se tornou arrogante e prepotente. Custa a crer.
Não sei se foi o sucesso que lhe subiu à cabeça, ou se foram os miolos que estoiraram com ele.
Um abraço

Zé Povinho disse...

Peço desculpas por andar um pouco desfazado e afastado, mas estou a fazer a migração de máquinas antigas para outras mais actualizadas e estou a encontrar algumas dificuldades inerentes ao facto.
A normalidade virá dentro em breve.

o escriba disse...

Concordo inteiramente com a sua apreciação sobre essa figura arrogante e subscrevo com muito gosto o manguito do zé povinho!

Um abraço
Esperança

Angela Ladeiro disse...

Não gosto dos " mal-dizeres"! Faz uma boa critica ao caso em questão! Subscrevo...