quinta-feira, setembro 18, 2008

A CULTURA E O PENSO RÁPIDO

Por falta de vigilantes o Museu do Chiado passou a fechar às terças-feiras, e outros estão na iminência de atingir também o ponto de ruptura devido à falta de pessoal por estarem a terminar os contratos de mais de uma centena de contratados de tarefa autorizados a 8 de Maio deste ano.

O Ministério da Cultura (MC) sabia desde essa data que os contratos apenas cobriam o período de quatro meses, e a título excepcional, mas só a 16 de Setembro (li na imprensa) é que entregou no Ministério das Finanças, para apreciação, o processo de contratação de vigilantes. Agora, e mais uma vez, chegou a hora do sufoco, e mais uma vez, lá vem uma contratação a termo certo de 135 vigilantes para tentar evitar maiores embaraços.

Não surpreende que o MC venha agora dizer que tem existido «a melhor colaboração» com o Ministério das Finanças, ilibando assim este último de qualquer responsabilidade no encerramento de museus ou modificações de horários, mas ficou por esclarecer então quem é deixou que a situação chegasse a este ponto, e repetidamente desde há pelo menos meia dúzia de anos.

Será que em sete anos ninguém ainda conseguiu resolver o problema dos quadros de pessoal de vigilância? Porquê?



*** * ***
IMAGENS
Botanical Dimensions by archanN

Deep Blue Perfume by archanN

*** * ***
CARTOON
Apito d'ouro sobre azul por Henrique Monteiro

Chavez e os "yankees de mierda" por Henrique Monteiro

13 comentários:

Anónimo disse...

Tu sabes Zé, o património vai de maleita em maleita até ser entregue a privados que surgirão como salvadores providenciais, a expensas de todos nós.
Bjos da Sílvia

C Valente disse...

um encanto de cartoons
Saudações amigas

Maria disse...

Ai, Zé Povinho, que mal andamos de gestão da cultura e do património... Tens razão, amigo! E que triste é tanta razão que tens neste teu post! Um abraço.

elvira carvalho disse...

Como sempre, vai-se adiando num hábito antigo do deixa andar...
Um abraço

Sophiamar disse...

Em termos de cultura já nada me surpreende. Espero que não fechem todos para que aqueles que se interessam por estas coisas o possam ir fazendo com alguma regularidade.

Obrigada, Zé, pela pertinência dos temas que nos trazes sempre.

Quanto aos cartoons, obrigada. É que, ao menos, valha-nos um bocadinho de humor neste vale de lágrimas.

Beijinhos

quink644 disse...

Belos cartoons... por baixo das partes baixas de Hugo Chavez e para onde cairão as emanescências das suas entranhas, está a cultura e a defesa do património português... era bom que fosse apenas um ou dois casos, mas é como falta a electricidade e, olhando à volta, dizemos: é geral...
Um abraço

adrianeites disse...

muito talento do henrique monteiro no cartoon!

bom fim de semana

São disse...

As ilustrações estão um ponto, como se dizia no meu tempo de Liceu.

A cultura ? Está a descair cada vez mais, desgraçadamente.

Bom final de semana.

Anónimo disse...

Afinal a culpa é de quem? O porteiro até de uma empresa de segurança!...
Lol

AnarKa

elvira carvalho disse...

Passei. Deixo um abraço e votos de bom fim de semana

Pata Negra disse...

Essas casa não davam bonitos centro comerciais? E será que não dava para vender o espólio para o estado encaixar mais uns extras?
Cartoons de se lhe tirar o chapéu.
Um abraço penso rapidamente

ANTONIO DELGADO disse...

Patrimonio e cultura sempre foram os temas que os nossos politicos mais protegeram...O Deles. A cultura é essa.

Um abraço.
António

Jorge P.G disse...

Sobre o modo grosseiro e canhestro com que a Cultura é tratada no país já nem me vou pronunciar, Zé. Sabe o que penso.

O Henrique Monteiro é, hoje, para mim, um dos mais talentosos caricaturistas-humoristas.

Um abraço e bom fim-de-semana.