quinta-feira, julho 21, 2016

OS BRASÕES DOS JARDINS DE BELÉM

A edilidade de Lisboa decidiu-se pela não recuperação dos brasões do Jardim de Belém, e pela solução mais barata (?) de reduzir o espaço a um relvado. Nada como apreciar uma foto do que já foi esse jardim, com os brasões em bom estado de conservação.

O aspecto da Praça do Império, não sabemos se manterá o nome tendo em atenção o argumentário para esta decisão. era o que se pode ver abaixo, em 1940.

A fonte central funcionava durante todo o dia, e noite, ocasião em que era iluminada. Claro que os tempos eram outros e a ocasião era festiva. Nos nosso dias é raro ver a fonte a funcionar convenientemente e iluminada, como devia.

Não sei se o fundamentalismo do júri e dos convidados do concurso de ideias se ficará por aqui, ou se quererá reverter o aspecto do local ao tempo anterior às descobertas e ao início do império, e depois do colonialismo.

Voltar ao passado não é impossível, até porque existem imagens dos tempos em que a praia chegava às portas do Mosteiro dos Jerónimos, que foram construídos por uma razão, que terá passado despercebida a quem tomou uma decisão tão infeliz, que afinal é de tentar apagar a História...


3 comentários:

LopesCa Blog disse...

Acho a remoção dos brasões uma decisão lamentável :(


Blog LopesCa | Facebook

Anónimo disse...

Asneira é o que me apetece dizer, sendo muito benevolente
Bjo da Sílvia

São disse...

Renegar a História é demente: quem não respeita o passado comete os mesmos erros no presente e fica sem futuro.


Tudo de bom