domingo, dezembro 22, 2013

CURIOSIDADES DA HISTÓRIA

Muito se tem dito sobre o casamento de D. João I com D. Filipa de Lencastre mas por facilidade não se mencionam alguns factos que não deixam de ser interessantes.

O encontro para se acertarem as cláusulas do casamento entre John of Gount, pai de D. Filipa, com D. João I aconteceu na Ponte do Mouro, entre Melgaço e Monção. D. João I, sem conhecer nenhuma das infantas, filhas do nobre inglês, decidiu-se pela mais velha, D. Filipa, que tinha então 27 anos de idade. O compromisso foi tomado no dia 1 de Novembro de 1386.

Os dois encontraram-se ainda nesse mesmo mês no Paço Episcopal do Porto, na presença do bispo, tendo trocado então presentes, relicários de ouro, ornados de pedras preciosas. Desconhece-se qualquer menção à beleza de D. Filipa, sabendo-se apenas que era loura de olhos claros e recatada.

Em regra diz-se que o casamento teve lugar no Porto a 2 de Fevereiro de 1387, contudo, confrontando a narrativa de Fernão Lopes com os preceitos da doutrina canónica da Idade Média, a cópula carnal só teve lugar no dia 14 desse mês, data em que se tornou o casamento «rato» (indissolúvel).

Para que conste, o casamento só se tornou válido quatro anos mais tarde, quando o Papa Bonifácio IX finalmente expediu a bula «Divina Disponente» pela qual desobrigou o monarca português dos votos da Ordem de Avis.


Extraído e adaptado de “Ascendência Portuguesa da Casa Real”


3 comentários:

Jorge Gil disse...

É sempre bom saber um pouco mais da nossa história. Bom Natal!

Anónimo disse...

O texto tem um cheirinho da escrita do Palaciano, ou estou enganada?
Bjos da Sílvia

Mar Arável disse...

Por vezes a realidade
ultrapassa a ficção

Tudo pelo melhor