quarta-feira, abril 17, 2013

NÃO HAVIA NECESSIDADE



É com tristeza e até alguma vergonha que vemos as redes sociais inundadas com comentários a um vídeo onde se assiste a excessos da polícia na detenção de uma manifestante frente ao hotel onde estão os representantes da troika.

As imagens não são manipuladas e é claro o excesso policial na imobilização da manifestante. A senhora até poderá ter desobedecido aos agentes, mas não representava ameaça para ninguém, muito menos para os agentes, que usaram de força desproporcionada para a detenção.

A polícia está ao serviço dos portugueses, e em geral merece o respeito dos cidadãos, mas em situações de certa tensão, como a das manifestações, actua por vezes de modo completamente errado. A frase que mais surgiu nos comentários foi “eles que usem da força contra os bandidos, que esses andam por aí à solta…”




CARTOON

8 comentários:

Anónimo disse...

POIS QUALQUER DIA É AO CONTRARIO ....DEPOIS É QUE SÃO ELAS ,O GOVERNO ANDA A BRINCAR COM OS PORTUGUESES .....O CRAVO DE ABRIL JÁ MURCHOU ...MAS SÓ BASTA UM PINGO DE AGUA PARA O FAZER VIOLENTO E PERIGOSO ....MAS O POVO AIDA VAI AGUENTANDO ATÉ UM DIA ....

O Puma disse...

Estamos nos limites

de um estado de sítio

Anónimo disse...

A desculpa de terem sido agredidos pela senhora é outra patacoada, pois os empurrões são anteriores, e nada meigos. Os senhores agentes têm mais cuidado com assaltantes e outros infratores da lei.
Bjos da Sílvia

Anónimo disse...

http://www.noticiasaominuto.com/pais/64187/vasco-louren%c3%a7o-antev%c3%aa-manifesta%c3%a7%c3%b5es-em-ponto-elevado

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=cAXP9gIBNr0

Anónimo disse...

ABRAM OS OLHOS .......

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=645015&tm=9&layout=121&visual=49

Anónimo disse...

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/vasco-lourenco-cds-pide-bom-tvi24/1440936-4071.html

Jorge P.G disse...

A senhora em questão é uma actriz de teatro que, por razões que só a ela assistem, começou há pouco tempo a aparecer em manifs contra este poder instituído.
Além de ter todo o direito de o fazer, é claro que não representa nenhuma ameaça. Li que empurrou um polícia que, em resposta, usurpou dos seus deveres. Quanto a mim, este lamentável episódio só pôde dar-se por má preparação da força policial, ou do polícia, em serviço.