segunda-feira, março 11, 2013

UMA QUESTÃO DE CIDADANIA



Estamos habituados a considerar Portugal como um país que por ser pequeno é relativamente pobre, e que por isso não terá peso suficiente para fazer vingar as suas vontades no plano internacional, mas isso não é rigorosamente verdade.

A Suíça é um país ainda mais pequeno, que não se pode considerar pobre, e que se consegue afirmar no concerto das nações sem qualquer sentimento de inferioridade e sem complexos de qualquer natureza.

Podemos dizer que o que nos separa é tudo uma questão de mentalidades e de conceitos de cidadania. Por cá tentar limitar legalmente as diferenças salariais seria inconcebível, na Suíça é considerado um passo na direcção de maior justiça social.

Em Portugal os referendos são temidos pela classe política, na Suíça são apenas instrumentos para dar voz ao povo em matérias importantes, abrindo espaço à cidadania. O recente referendo sobre remunerações abusivas, que visou limitar os salários dos conselhos de administração das empresas cotadas em bolsa, é apenas um dos exemplos de que falo.
 
Porque é que somos tão diferentes dos suíços, e porque é que temos tão grandes assimetrias sociais? Porque não podem os afirmar a nossa cidadania para além dos actos eleitorais? De que têm medo os partidos políticos?


6 comentários:

Pata Negra disse...

Os partidos, as sua açoes, os seus protagonistas, nascem do povo! Não quero ser a Suiça, não quero outro povo, quero apenas ter força para contribuir para a mudança do meu povo, para que mudem os partidos, a democracia e o futuro!
Um abraço por uma democracia guiada para a utopia de cada cidadão ser um partido

elvira carvalho disse...


Ás vezes eu tenho dificuldade em entender o povo a que eu mesmo pertenço.
Um abraço e uma boa semana

Anónimo disse...

ACORDA POVO
ACORDAI PORTUGUESES

http://www.youtube.com/watch?v=cAXP9gIBNr0

Anónimo disse...

ABRAM OS OLHOS PORTUGUESES

http://www.youtube.com/watch?v=mXeBV97o61Y

Metalurgia das letras disse...

Acho que a diferença esta em que o políticos suíços governam para a Suiça, já os politicos portugueses governam para a troika.

Jorge P.G disse...

Os partidos não querem referendos pois eles iriam dar mais poder ao povo. Para mim, é simples.

Um abraço.