quinta-feira, outubro 25, 2012

PINÓQUIO

Perante a critica quase generalizada dos portugueses tem sido recorrente a afirmação de que o governo tem legitimidade para governar, pois está no poder pelo voto dos eleitores.

É inegável que o PSD de Passos Coelho recolheu a maioria dos votos nas últimas eleições, mas também é inegável que enquanto candidato, Passos Coelho prometeu fazer uma coisa, e agora está a fazer exactamente o seu contrário.

A legitimidade não é compatível com a mentira, e os portugueses (muitos) votaram de acordo com as promessas do então candidato, e não votaram nestas políticas que o governo tem vindo a implementar.

Todos se recordam da imagem do Pinóquio que esteve associada a José Sócrates por ter defraudado as naturais expectativas por ele criadas, pelo que a mesma imagem do Pinóquio encaixa na perfeição ao actual 1º ministro, com um nariz ainda maior, pelo incumprimento das suas promessas antes de ser eleito, como se pode constatar pelo vídeo colocado abaixo, da autoria do blogue Aventar.

5 comentários:

Anónimo disse...

Os portugueses fazem mãs escolhas e ainda por cima só votam em mentirosos, perdão, Pinóquios.
Bjos da Sílvia

zeparafuso disse...

Não dei o meu voto a PC. Tanto ele como Sócrates não me ofereciam confiança. Por um lado estou satisfeito porque não errei, por outro..... mesmo sem o meu voto ele foi eleito.
Não concordo que o governo caia, mesmo constatando que PC está a ser o que eu esperava dele, isto é, um mau PM. Mas não concordo só porque aquilo que se acordou, acordaram, com os nossos financiadores tem que ser pago.
Pena é que não se possa julgar esta governação no final do mandato, pena é que não se possa responsabilizar ninguém.
Revoltado? Sim! Quem não estará?
Abraço do Zé (o outro)

joão l.henrique disse...

Já era tempo de os portugueses abrirem a pestana, andam há 36 anos a levar na corneta e pelas últimas sondagens estão a gostar.

Um abraço.

elvira carvalho disse...

Parece-me que os Portugueses já deviam saber, que quando um ministro diz que não vai aumentar impostos, na verdade quer dizer que os vai aumentar. Eles teem um codigo que os leva a dizer sempre o contrário do que estão a pensar fazer.
Um abraço

maceta disse...

afinal, este é mesmo o Pinóquio, ainda por cima convencido e incompetente.

abraço