quinta-feira, julho 12, 2012

HUMOR CORROSIVO

A acção de Vítor Gaspar no executivo de Passos Coelho tem sido alvo de inúmeros reparos, que nem sempre lhe são favoráveis. Enquanto ao 1º ministro muitos lhe atribuem uma agenda política, em que a destruição do Estado está demasiado evidente, ao ministro das Finanças é mais comum ser criticado pelo seu seguidismo relativamente à Alemanha. 

Esta semana tivemos entre nós o jornalista do Finantial Times, Martin Wolf, que com o seu fino humor britânico, classificou muito bem Vítor Gaspar, ao dizer que ele “é um tecnocrata muito capaz, um economista muito capaz, integralmente alinhado com o consenso europeu sobre política monetária e orçamental e, portanto, uma pessoa muito adequada para levar a cabo políticas que foram decididas noutros lugares”. 

Penso que depois desta classificação feita por um especialista na matéria, insuspeito de estar subordinado a qualquer interesse partidário nacional, não será preciso dizer mais nada, senão notar que existe uma forte possibilidade de poder vir a ser escolhido para um alto cargo europeu, exactamente por uma das características aqui mencionadas.

FOTOGRAFIA

3 comentários:

São disse...

Não entendo a surpresa de Gaspar face à subida do desemprego : ou é incompetente ou está a mentir!!

Bom serão.

Metalurgia das letras disse...

Estão a brincar de seguir o líder? (Alemanha!) Mas o "gasparzinho" e o "coelho" se perderam no caminho das contas... Lamentável essa subordinação...

Anónimo disse...

Um pau-mandado...
Lol

AnarKa