sábado, julho 28, 2012

DESCULPA DE BANQUEIRO

O BCP que gosta de afirmar ser o maior banco privado português, apresentou no 1º semestre deste ano um prejuízo de 544,3 milhões de euros. São más notícias para os accionistas, para os clientes e até para os restantes portugueses, porque isto significa menos dinheiro disponível para o crescimento económico. 

O que foi incompreensível no anúncio feito pelo presidente do BCP, Nuno Amado, foi o facto de pelo meio das suas declarações, tenha surgido uma crítica ao Tribunal Constitucional, dizendo que tinha sido uma má decisão, a referente aos cortes dos subsídios aos funcionários públicos e pensionistas, e até falta de bom senso. 

Nuno Amado sabe que os maus resultados do BCP nada têm que ver com os funcionários públicos ou pensionistas, mas sim com a exposição à dívida grega e à bolha imobiliária que o banco também promoveu, por isso as suas palavras soam falso. Mais estranho ainda porque o presidente do BCP até disse que não eram desejáveis mais impostos, o que não bate certo com a sua estranha referência ao TC.

CARTOON

FOTOGRAFIA

5 comentários:

Miguel Loureiro disse...

Nuno Amado e outros "Amados" pelo governo estavam de fora, ganhando milhares sem contribuírem com um tostão para a Salvação nacional, dando-nos a oportunidade de sermos mais patriotas do que ELES...
Com o cutelo em cima da cabeça, há que pedir o último desejo e logo ele que era um exemplo de responsabilidade social no Montepio...

Pata Negra disse...

Não se podem aumentar mais os impostos - se esse aumento for de valor inferior ao corte de subsídios de férias e natal, eu não me importo que os aumentem mais um bocadinho!...
Um abraço desAmado

tulipa disse...

XAMUAR

Hoje é 29
será que a arte de FERIAR
está quase a começar?...

Convido-te a veres os tripulantes dos veleiros - gente jovem e com muita aventura na mente e no sangue que lhes corre nas veias.
Não deve ser fácil
apanhar mau tempo em alto-mar.
Espero por ti.

Zé Marreta disse...

Em contrapartida o BPI apresentou lucro de 60 milhões no 1º semestre.
"Ele" lá acaba de circular de uns para os outros. Para quem precisa é que ele não vai.

Saudações!

maceta disse...

ora... o homem tambem não quer falhar...