quinta-feira, maio 17, 2012

500 EUROS É UMA FORTUNA

É fantástico que o governo venha dizer que o aumento do salário mínimo para 500 euros possa vir a pôr em risco postos de trabalho, mesmo que diga que se baseia em estudos encomendados pelo próprio governo. 

Outra afirmação, contida num documento com origem no governo, dizendo que “o aumento do salário mínimo tem um efeito negativo no emprego de trabalhadores com salários baixos”, também é hilária. 

Segundo o governo os trabalhos que levam a esta brilhante conclusão têm origem na Faculdade de Economia da Universidade do Porto e no Núcleo de Investigação de Políticas Económicas da Universidade do Minho, bem como no Banco de Portugal. 

Deduzo que nestes grupos de trabalho não exista sequer uma pessoa que receba o salário mínimo nacional, de 485 euros, por isso entendo a sua ignorância. O que realmente me preocupa é saber que é gente deste calibre que pode vir a estar à frente do destino de muitas empresas portuguesas e talvez mesmo do governo num futuro próximo. Pobre país este… 

CARTOON
PINTURA
O cambista e a sua mulher de Quintino de Metsys

4 comentários:

Anónimo disse...

Com os salários a diminuir a quem é que os empresários pensam poder vender?
Lol

AnarKa

elvira carvalho disse...

Quem dera eles fossem obrigados a viver com o salário minimo um mês só que fosse.
Um abraço

zeparafuso disse...

Quando o desemprego é um incentivo.....a que conclusões poderia ter chegado o estudo?
Abraço do Ze (o outro)

São disse...

Se a estratégia de Passos e Portas passa pelo desemprego, pela emigração , pela indiferença face ao sofrimento das pessoas...nada disto surpreende!

Éo novo Estado Novo: ter trabalho com salários de miséria!

Viva quem votou nestas craituras1

Um abraço