domingo, abril 29, 2012

O BANQUETE DAS HIENAS

O caso BPN é já reconhecidamente a maior fraude bancária de todos os tempos em Portugal. O montante das perdas é ainda uma incógnita, e os governantes têm vindo a esconder da opinião pública o total dos encargos envolvidos nas operações de nacionalização e de venda deste banco. 

O banquete das hienas, e foram muitas, que lucraram com esta monumental fraude, começou há vários anos, e os suspeitos vão desde os gestores do BPN e da SLN, à autoridade que devia fiscalizar o banco, a políticos, e a grandes empresas que também entraram no bodo dos últimos dias do banco. 

Os montantes envolvidos nesta fraude podem ir até aos 8,3 mil milhões de euros, segundo algumas opiniões, montante três vezes superior às economias feitas num ano com os cortes dos subsídios dos funcionários públicos e pensionistas. Pode dizer-se que este esforço exigido a estes dois grupos foi apenas para pagar o tal banquete de hienas. 

Quando se pergunta quem foram os responsáveis por esta monumental fraude, ficamos praticamente sem respostas, já que para além de Oliveira e Costa, parece que mais ninguém teve culpas no cartório, ou então são tantos e tão poderosos que nunca serão se fará Justiça. 

Podem não ser encontrados culpados, que é o mais provável, mas sabe-se bem quem foram os castigados, mesmo que nunca se tenham sentado à mesa com as hienas.

CARTOON
FOTOGRAFIA
By Carlos Quandt

6 comentários:

zeparafuso disse...

Culpados de quê? Fraude? Então se o governador do BdP, que devia fiscalizar e não fiscalizou, arranjaram-lhe um cargo na Europa (por bons serviços prestados, naturalmente), se o estado se responsabiliza pela dívida de Duarte Lima.....Fraude? Onde? Com o conhecimento do governo, do BdP, se calhar a fraude somos nós, pagantes!!!!
Abraço do Ze (o outro).

Anónimo disse...

Os sacrifícios não deviam ser assumidos apenas pelos que votaram nos partidos que estiveram no poder? Isso é que era justo, porque a estupidez devia ter um preço.
Bjos da Sílvia

Metalurgia das letras disse...

"O sacrifício de muitos terminam em mesas de hienas". Sacrificar o povo e os salários dos trabalhadores para saciar os insaciáveis é uma aberração... (A ilha do Dr Moreau econômica)

elvira carvalho disse...

Em Portugal, e nestas coisas de fraudes a culpa morre sempre solteira.
Amigo pode passar pelo Sexta hoje?
Desde já agradeço.
Um abraço e uma boa semana

Pata Negra disse...

Pró BPN, prás PPP, prós PD, há
a sempre dinheiro em nome dos compromissos assumidos e para que não haja fuga de capitais. Já para o zé povinho, que se lixem os compromissos e as promessas, que se escapule o parco capital!
E pasme-se, tudo se mede agora em quantidade de subsídios de férias e natal de funcionários públicos! É escárnio a mais!
Algum povo zé diz: se foi para fdr o meu primo que trabalha no registo civil, valeu a pena o bpn!
Outro zé povo pensa: e não há ninguém que parta os cornos a estes cabrões?!
Estão legitimados pelos votos de uns e pela abstenção de outros - eu no 1ºde maio vou para a rua e vai um abraço

maceta disse...

De que é que este país está à espera??

abraço