quinta-feira, junho 09, 2011

ERROS DE ESTRATÉGIA

Com as medidas de austeridade a apertar logo após a entrada em funções do novo governo, o que nos dizem os ganhadores das eleições?

Os discursos dos responsáveis do PSD falavam do aumento das exportações e depositavam as suas esperanças nesta premissa, onde apostavam tudo, logo a começar pela diminuição da TSU.

É sintomático que no caso da Cultura se tenha ouvido da parte de Passos Coelho, que deixaria de ser um ministério, e que ficaria na directa dependência do 1º ministro, certamente reduzida a secretaria de Estado.

Se são poucos os que acreditam que as exportações possam aumentar substancialmente sem mais investimento e inovação, há muito quem acredite no potencial de crescimento do turismo Cultural, que exigirá um investimento mais reduzido e resultados mais rápidos.

Confesso que não percebo a intenção de “baixar de divisão” a Cultura, a menos que Passos Coelho tenha intenções de fazer como os nossos vizinhos espanhóis, e esteja disposto a manter o Património em perfeito estado de conservação, transformando-o numa das âncoras do turismo nacional.


FOTOGRAFIA


CARTOON

4 comentários:

C Valente disse...

Quem ainda acredita nos políticos, Não obrigado
Saudações amigas e bons feriados e fim de semana

opolidor disse...

gente que fala muito em "cacau" pouco percebe de filosofias...
abraço

Anónimo disse...

Não basta um garganteio para se afirmar como defensor da cultura.
Bjos da Sílvia

elvira carvalho disse...

Amigo à quantos anos andam os políticos a baixar a cultura? Eu tenho para mim que povo que não cuida da cultura e da educação nunca chega a lado nenhum. Mas isto penso eu que não percebo nada de política...
Um abraço e bom fim de semana