quarta-feira, maio 18, 2011

“ÜBER ALLES”

Merkel voltou a meter a pata na poça quando veio a público defender que era necessário haver uma uniformização entre os estados europeus no que respeita a férias e na idade de reforma, ligando de certa forma estes factores à produtividade.

A ignorância da chanceler alemã nem me preocupa demasiado, mas fico arreliado por saber que Merkel debita estas asneiras porque cá dentro há quem se desculpe do fracasso político e económico em que estamos, usando o factor custo do trabalho como principal argumento.

Nada justifica as palavras de Merkel, que não se devia meter nos assuntos de outro país. Por outro lado a sugestão é a demonstração clara do desconhecimento da realidade laboral em Portugal, pois na prática temos tantos ou menos dias de férias que os alemães, temos a idade de reforma nos 65 anos, tal como os alemães, que no entanto ganham muito mais e trabalham em média menos anos do que nós, como se conclui nos relatórios da OCDE.

Merkel só tem razão numa coisa, não podemos ter a mesma moeda e ter condições de trabalho tão diversas, que no nosso caso são muito inferiores às praticadas na Alemanha. Nivelar nem é uma má ideia, mas não se pode ver apenas uma parte, há que ver tudo.


RETRATOS
Depois do Antes (Presente)

Antes do Depois (Passado)

11 comentários:

Anónimo disse...

Belo, dolorido e contundente esse texto... Fiquei impressionada/encantada com que paixão se defende idéia e práticas politicoeconõmica possíveis e corretas... é muito bom surfar nessa praia, genial ZePo... Tudo isso que vejo aqui, é comovente...E me encanta e causa profunda impressão...Parabéns!

Anónimo disse...

Belo, dolorido e contundente esse texto... Fiquei impressionada/encantada com que paixão se defende idéia e práticas politicoeconõmica possíveis e corretas... é muito bom surfar nessa praia, genial ZePo... Tudo isso que vejo aqui, é comovente...E me encanta e causa profunda impressão...Parabéns!
Pataxó

Cristina Torrão disse...

Os funcionários públicos alemães têm 32 dias de férias por ano (dias úteis, mais de seis semanas) fora os feriados.

Anónimo disse...

A megera deve ter como informador principal o borrego da CIP.
Lol

AnarKa

valquiria calado disse...

Uma pessoa inteligente resolve um problema, um sábio o previne.
Albert Einstein


Um abraço.

São disse...

Afinal de contas qual o papel de Durão, quando havia quem regozijasse com a sua ida por ser português?

Que ganhou Portugal com isso?!

Um abraço

tulipa disse...

XAMUAR
se fores lá ver a exposição, há na entrada um placard com as FOTOS VENCEDORAS, e verás na parte de trás a minha: Ester Afonso - Moita.

No resto dos placards encontrarás as outras 2 fotos que também enviei a concurso, com o mesmo nome, estão perto uma da outra.

Se estás perto, aproveita.
Abraços.

O Eleitorado Morre Mas Não Se Rende disse...

mercoledì, 18 maggio 2011
PARANÓIAS DOS TEMPOS NORMAIS-NÃO QUEREMOS O VOSSO DINHEIRO MAS NÃO CONSEGUIMOS VIVER SEM ELE

zé povinho sempre foi animal de carga

com grande capacidade para zurrar

mas com pouco tino

Assassinado:Tino de Rans

O Eleitorado Morre Mas Não Se Rende disse...

desliga a net

vende o computador e o carro

desliga o telemóvel

que a dívida passa ó zé....

e faz regime que tás mai gordo que a Merckl

sê vegetariano como o Hitler

nã sejas Hister

Zé Povinho disse...

O respeito pela diferença leva-me a não comentar os pouco bafejados pela inteligência. Quando muito novinho ainda, ensinaram-me que são bem aventurados os pobres de espírito.
Abraço do Zé

Isamar disse...

A dependência económica acarreta consigo todas as outras dependências não podendo, por isso, evitar que nos tentem governar a casa. Come-se e cala-se.

Bem-hajas,Zé!

Força!

Abraço fraterno