domingo, outubro 03, 2010

RECORDAR

Desde que se cumpram certas cerimónias ou se respeitem certas fórmulas, consegue-se ser ladrão e escrupulosamente honesto - tudo ao mesmo tempo. A honradez deste homem assenta sobre uma primitiva infâmia. O interesse e a religião, a ganância e o escrúpulo, a honra e o interesse, podem viver na mesma casa, separados por tabiques. Agora é a vez da honra - agora é a vez do dinheiro - agora é a vez da religião. Tudo se acomoda, outras coisas heterogéneas se acomodam ainda. Com um bocado de jeito arranja-se-lhes sempre lugar nas almas bem formadas.

Húmus

Raúl Brandão

FOTOGRAFIA
By Palaciano

CARTOON

8 comentários:

o escriba disse...

Quando as palavras são sábias, são eternas...


Bom fim de semana
Um abraço
Esperança

São disse...

Uma boa escolha, a desta citação de um livro que li quando era muito jovem.

Um bom domingo.

Meg disse...

Zé,

Impossível não recordar estes "visionários".
E é com muita pena que decerto o fazemos.
E as palavras, como as circunstâncias, repetem-se à exaustão...

Um abraço

Marreta disse...

Se o texto se refere a quem eu penso que se refere, diria que consegue existir apesar de tudo um défice de honradez a favor da ladroice.

Saudações do Marreta.

Anónimo disse...

Ontem como hoje...
Bjos da Sílvia

antonio delgado disse...

Realidade e ficção serão assim tão diferentes?

ANTONIO DELGADO disse...

Realidade e ficção serão assim tão diferentes?

Kássia Kiss disse...

Boa recordação!

E bom feriado!