sábado, outubro 16, 2010

É PRECISO TER MUITA LATA

O último debate na Assembleia da República foi muito mau, e politiqueiro, e perante os cortes já anunciados para o novo Orçamento de Estado, não se notou grande preocupação por parte dos deputados ou dos membros do Governo.

Atacando-se uns aos outros, destilando ódios e rivalidades partidárias, esqueceram-se os senhores políticos, que se dizem representantes do povo, de que estão ali para defenderem os interesses dos portugueses.

O que mais me irrita é apelarem ao sentido de responsabilidade, uma e outra vez, quando eles próprios são os responsáveis pela mísera situação em que nos encontramos. Depois de 14 anos com a economia portuguesa a divergir da economia europeia, será que ainda há dúvidas quanto à identidade dos responsáveis?

É preciso muita mesmo, para se falar em responsabilidade e continuarem agarrados aos lugares que desempenharam tão mal, já para não falar na gestão danosa dos dinheiros públicos. Se houvesse responsabilidade na política estes senhores, no mínimo, já se tinham demitido.

FOTOGRAFIA


CARTOON

4 comentários:

ana p roque disse...

Quem nos salva,FMI?
É uma tristeza,ver o pais nesta miséria,a maioria dos portugueses ainda não se apercebeu onde toda esta situação nos vai levar.

Só se fizermos como no cartoon,de facto na cadeia não se paga nada e temos comer de borla,não é o estado que paga,é quem está de fora a pagar impostos.

Bom Domingo
Abraço.

São disse...

Têm uma desvergonha que até fazem corar !
Espero que o povo português faça reviravolta nas eleições próximas, começando por não eleger Cavaco.

Uma semana boa.

Zé Miguel Gomes disse...

Só a lata não nos salva... Precisamos de alguém sério, competente, honesto e creio que não encontramos isso nas actuais fileiras políticas, onde reinam os conflitos de interesses.
Abraço.

zeparafuso disse...

Lata? Aldrabice! São aldrabões compulsivos. Vira casacas. Hoje dizem uma coisa, amanhã fazem outra. Gente que não se importa com a fome que se vai passando neste País. Gente que não se importa que existam pessoas que procuram qualquer coisa que se aproveite nos caixotes do lixo. Gente que não se importa que cada vez hajam mais sem abrigo. Gente que não merece o País que tem, ou por outra, o País não merece gente desta. Solução? Para começar, exportamos tão pouco, poderiamos começar por exportar o governo. Para onde ? Esse é o problema!!!Ninguém os quer. Nem para isso servem e julgam-se tão bons....