quarta-feira, setembro 15, 2010

CONTESTAÇÃO

Os dirigentes políticos já não estão habituados à contestação sem aviso, e sem enquadramento partidário. Nos últimos anos toda a contestação tem tido origem em grupos organizados de algum modo ligados aos partidos políticos, e por isso facilmente detectados e bastante previsíveis.

A contestação estudantil tem-se pautado pelas mesmas regras, mas ontem as coisas saíram um pouco do padrão e tanto Sócrates como Mariano Gago foram realmente surpreendidos pela contestação de estudantes relativa à acção social.

Esta manifestação, pacífica e inesperada fez-me recordar velhos tempos em que estas acções estudantis eram preparadas em segredo (não podia ser de outro jeito), e iludindo sempre as autoridades que andavam sempre em cima dos mais contestatários.

Mariano Gago tentou desvalorizar e desacreditar o sucedido alegando que “ quem quer fazer valer as suas opiniões disputa eleições e ganha-as, inclusivamente nas associações de estudantes”, mas todos sabem que aí pontificam as ramificações partidárias e a participação cívica só é aceite dentro da lógica da política partidária e não de acordo com as necessidades dos estudantes.

É deste tipo de contestação que os nossos políticos têm medo, pela imprevisibilidade das suas acções e pela empatia que criam no meio em que se desenvolvem estas acções.



FOTOGRAFIA


CARTOON
Vêm lá os otários

7 comentários:

Pata Negra disse...

E é desta contestação que precisamos! Operários ordeiros a descer a Avenida da Liberdade não são notícia, não assustam, nem incomodam!

Um abraço com vontade de derrubar um contentor de lixo

ANTONIO DELGADO disse...

Formatados, ordenados e cadenciados...e toca a trautear, uma vez mais, "o lá vamos cantando e rindo" até a próxima, e assim sucessivamente.

Anónimo disse...

Estes não estavam dispostos a baixar as calças...
Lol

AnarKa

C Valente disse...

Quando nada funciona nem a conrestação aguenta mas devem continuar . Até que a vós lhes dou-a
Saudações amigas

Blog da Anabela Jardim disse...

Olá!
Peguei seu link no blog Aldeia de Minha Vida e resolvi te visitar. Achei o nome do seu blog instigante ... Para minha surpresa é um espaço muito interessante para se debater a política.
Sou brasileira de Minas Gerais, povo tradicionalmente revolucionário. Sou professora da rede pública e este ano fizemos 47 dias de greve, com manifestações que arrastaram milhares de educadores. Se quiser ter uma idéia, entre no blog http://professorabernadete.blogspot.com/, arquivo do meses de abril e maio 9 ela fez muitos documentários) ou no www.sindutemg.org que o site do nosso sindicato.
Olha, achei que os portugueses protestassem menos! rsrsrs
Saudações.

Daniel Santos disse...

é preciso fazer ainda mais barulho.

miguel dias disse...

Gostei muito do blog

Se não se importa aproveito para promover o meu recente blog onde exponho os meus desenhos www.thesearemydrawings.blogspot.com
vejam e comentem

obrigado