segunda-feira, março 15, 2010

RAPIDINHAS

Direita adopta Estaline – A maior novidade saída do Congresso do PSD, foi sem dúvida a aprovação da proposta que considera que a crítica a líderes passa a ser infracção grave. Não há memória de, no PSD pelo menos, se ter chegado a este ponto, de penalizar aquilo que se chama um “delito de opinião”. Para que cá anda há muitos anos, apetece dizer que pela boca morre o peixe, e que o PSD afinal Estaline também inspira este partido.

Critério duvidoso – No momento em que a crise se agudiza para quem vive dos rendimentos do trabalho, que devido aos congelamentos e à diminuição das deduções fiscais em despesas essenciais, como a saúde e a educação, o governo ataca também as prestações sociais, como o abono de família, o subsídio de desemprego e outras mais. Mas o esforço não atinge todos, porque segundo Teixeira dos Santos as mais-valias só passam a ser tributadas quando passar a crise.





PINTURA
Small street by Oxa379


CARTOON
Água por Hamid Soufi

Água por Zygmunt Zaradkiewicz

5 comentários:

Ferreira-Pinto disse...

Por acaso também li essa entrevista de Teixeira dos Santos e não deixei de reparar nesse interessant pormenor!

Angela Guedes disse...

Oi Zé!!!
"Somos viajantes do tempo,
dentro de uma vida situada em algum ponto
entre o nascer e o infinito,
somos atores em papéis diferentes,
cada um com suas dificuldades, lutas e desafios."
Desejo à você uma ótima semana,
cheia de possibilidades...
Beijinhos
Ângela Guedes

Anónimo disse...

O PSD com a rolha e o PS com o roubo aos que vivem do salário ou da pensão, são ambos Estalinistas, que é uma condição que não é de esquerda nem de direita, é apenas a ditadura do dinheiro.
Lol

AnarKa

Graça Pereira disse...

Estou de acordo com o que disse o Anónimo. Impera a ditadura do dinheiro e...mais nada!!
Beijocas
Graça

Meg disse...

Zé,

E as empresas esfregam as mãos de contentes... mão de obra barata é uma oferta do estado, de mão beijada e por portas travessas.
Viram?

Um abraço, Zé!