quarta-feira, fevereiro 17, 2010

RAPIDINHAS


Justiça – Enquanto assistimos às demoras dos processos e à impunidade que reina sempre que estão envolvidas figuras públicas. Há problemas na Justiça, talvez nas leis, na falta de pessoal, e até de condições físicas. Há surpresas no meio disto tudo, como seja o caso de Matosinhos em que há arguidos acusados de um roubo no valor de 10 euros num supermercado Minipreço, que estão a ser julgados por três juízes. Alguém percebe?

Constâncio – Os portugueses receberam com verdadeiro júbilo a escolha de Victor Constâncio para o lugar de vice-presidente do Banco Central Europeu, não por algum tipo de nacionalismo, antes por satisfação de nos vermos livres dele. Na nossa memória ficam os casos do BCP, do BPN e do BPP onde a sua supervisão mostrou ser um falhanço. As suas declarações recentes são lamentáveis, mas ainda nos lembramos do que disse no passado sobre a escolha da pessoa para este cargo: “escolhida não pelo mérito mas sim pela negociação…”



FOTOGRAFIA



CARTOON
Yuriy Kosobukin


CARICATURA
Tarantino by Turcios

6 comentários:

Mare Liberum disse...

Infelizmente é isto que se vê. Que grande confusão vai na lusitânia!
Rapidinhas certeiras!

Bem-hajas!

Abraço

Anónimo disse...

Justiça só para os pequenos delitos, os outros são praticados por gente grande e...
O constâncio está amargurado mas nós estamos contentes!
Bjos da Sílvia

Ferreira-Pinto disse...

Tudo a ver com o Código Penal e a possível graduação da pena; estranhezas jurídicas ...

Pata Negra disse...

A justiça e a polícia agem sobretudo sobre o cidadão comum, para o peixe ´carnívoro ou graúdo não têm rede.
Quanto ao Vitor - pobre europa!
Um abraço rapidinho

o escriba disse...

A frase do constâncio ilustra bem - "não cuspas para o ar..."

um abraço
Esperança

São disse...

Estamos na rota final do bom senso, estamos pois!

Um abraço