quinta-feira, dezembro 17, 2009

LAMENTOS E HIPOCRISIA

Enquanto ouvimos o patronato a queixar-se do aumento de 25 euros do ordenado mínimo nacional, aludindo a elevados custos de produção, o poder de compra dos portugueses diminui, estando agora 24% abaixo da média europeia.

A aposta dos nossos empregadores na desvalorização do factor trabalho, aliada à falta de regulação e mediação dos governos, que vão deixando que o desequilíbrio de forças entre o capital e o trabalho seja tão grande que os primeiros ditam as leis e aos outros não resta senão obedecer sob pena de desemprego garantido, é uma aposta falhada.

Nunca competiremos com os países do Oriente à custa dos salários baixos, mas há por aí muito teimoso, pouco inteligente, diga-se. Não se ganha credibilidade forçando a baixa dos salários, alegando altos custos de produção, enquanto os nossos parceiros pagam mais 20% em média aos seus trabalhadores e praticam salários mínimos de 750 euros e mais.

Será que o patronato nacional sabe que existem outros factores que encarecem a produção para lá dos salários dos trabalhadores?



*** * ***
FOTOGRAFIA

*** * ***
CARICATURA

7 comentários:

Ferreira-Pinto disse...

Meu caro, hoje mesmo no PÙBLICO até a históia dos custos previstos pelo patronato se tivesse de avançar com um salário mínimo com mais 25,00€ são desmascarados.

Durante anos quiseram oferecer mão-de-obra barata, enquanto recebiam PEDIP's e afins aos rodos supostamente para modernizarem empresas e métodos de produção que habilmente aproveitaram para transformar noutras coisas, e agora apenas um dos lados tem de pagar a factura.

E como bem diz, 24% abaixo da méda da União Europeia em matéria de poder de compra. Rico páis, não haja dúvida.

Pata Negra disse...

Um país cujos empresários ainda não se libertaram da mentalidade dos pais que admiravam salazar e achavam a pobreza uma coisa natural.
Não há volta a dar-lhe se não com convulsões.
Um abraço baralhado

Anónimo disse...

Há quem pense que isto vai lá com votos nos partidos actuais, mas eu já há muito que digo que enquanto uns quantos tubarões não virem o traseiro a arder e não levarem uns cascudos ou lhes estragarem o iate, isto não vai lá.
Lol

AnarKa

rouxinol de Bernardim disse...

Isto está pela hora da morte! O povo come o pão que o diabo (centrões sucessivos) amassou!

Meg disse...

Amigo Zé,

É vergonhoso termos os empresários que desfilam por aí, achando que um português, a trabalhar, pode viver com o salário mínimo!
Eles já fazem as maiores falcatruas para fugir aos impostos - eu sei de muitos -
não abdicam dos suas mordomias.
Eles não sabem o que é o dinheiro, o dinheiro vivo, não o usam. Não pagam rendas, não vão às compras, e se vão, os cartões não têm plafond, não pagam transportes, não pagam telefone... as empresas pagam isso tudo.
Porca miséria! Não haverá por aí uns quantos deficientes mentais com uns galos de Barcelos?

Obrigada pela força.

Tem um bom fim de semana

Um abraço

C Valente disse...

SANTO NATAL COM SAUDAÇÕES AMIGAS

São disse...

Venho desejar-lhe e aos seus um Natal de amor e com lindas prendas assim com muita saúde e paz para o novo ano.

Um grande abraço, Companheiro!