quarta-feira, novembro 04, 2009

CONFUNDIR PÚBLICO & PRIVADO

Dois escândalos de grande dimensão fizeram com que muito “boa gente” ligada aos dois partidos que têm alternado no governo ficasse com as barbas de molho e um bocadinho incomodados.

Os Partidos de Suspeitos, com ou sem “D”, tiveram cada um o seu “escândalo gate”com figuras graúdas possivelmente envolvidas.

Os políticos em funções bem como os retirados com lugares no sector privado que tutelaram, assobiando para o ar continuam a dizer que o problema é da dimensão do Estado. A política da avestruz, de esconder a cabeça na areia continua a ser a norma.

O caso BPN foi afinal inteiramente da esfera privada, o que é incómodo, e agora o sucatagate tem origem no sector privado, os corrompidos são na sua maioria nomeados por confiança política, e as empresas supostamente envolvidas têm gestão privada.

Talvez seja altura de se começar a meditar se não haverá por aí muita sanguessuga privada a viver à custa do Estado e se não haverá também alguns que usando os contactos e influências que tiveram enquanto ocuparam cargos políticos, agora os estão a rentabilizar de forma muito pouco ética.



*** * ***
FOTOGRAFIA
Two II by Handie

*** * ***
CARTOON
Benjasit Tumying

6 comentários:

ana p roque disse...

Anda tudo muito confundido neste país,cada vez mais.A politica da avestruz já é antiga e vai continuar.Se fosse tudo muito bem espiolhado,quantos escândalos não surgiriam à luz do dia.
Sanguessugas,paletes delas,graças a elas temos o país nesta situação.

Bela fotografia,o cartoon está giro.

Abraço

Anónimo disse...

Políticos e outros trafulhas gamam o Estado, e esse somos todos nós, os papalvos que votamos mal, confiamos em mentirosos e ficamos impávidos e serenos mesmo quando nos metem as mãos nos bolsos.
Um dia acordaremos, e talvez alguns destes malandros venham a pagar as malfeitorias que teimam em praticar.
Lol

AnarKa

Ferreira-Pinto disse...

Carísismo, o remate final do seu texto diz tudo.

o escriba disse...

Que tempos estes!!!
A teia não tem mais fim... acusações...montes de arguidos... depois vêm os julgamentos intermináveis em que , magia!, ninguém é culpado... e nós cá vamos pagando isto tudo e ...algumas vezes rindo!

Um abraço
Esperança

Angela Ladeiro disse...

E o problema é que o dinheiro se vai....

LopesCa disse...

Tadinho do porquinho mundo :s