terça-feira, outubro 06, 2009

O 5 DE OUTUBRO

Portugal tem uma República velhinha de 99 anos, mas ainda tem alguns tiques característicos da monarquia, pelo menos em certas situações.

Todos ouvimos dizer que o presidente da República não iria discursar nas comemorações oficiais do 5 de Outubro, o que acabou por se verificar efectivamente. O facto curioso é que num outro evento, público e muito divulgado, alguém discursou no Palácio de Belém, e o tema foi o 5 de Outubro.

Custa-me encontrar diferenças de relevo entre a rainha de Inglaterra e um qualquer presidente da República Portuguesa, reportando-me à influência política claro, mas é apenas uma opinião muito minha.



Por Henrique Monteiro

*** * ***
FOTOGRAFIA
Tomato by Genka
850

4 comentários:

Ferreira-Pinto disse...

Como ontem disse Ricardo Araújo Pereira, se calhar foi melhor assim; Cavaco e Sócrates juntos ainda acabava tudo à ... estalada!
Agora a sério: o argumento de Cavaco é justo e também Sampaio o colocou em prática. Mas para ser consequente, abria as portas de Belém mas não discursava.

Anónimo disse...

Um político, por definição, não é isento. Quem se candidata a um lugar público tem que declarar motivações, e estas por mais altruistas que sejam fazem parte de um manifesto político, e por isso parcial e definido.
Lol

AnarKa

LopesCa disse...

O teu Tomate faz-me lembrar dióspiros comi neste fim de semana e eram deliciosos

ana p roque disse...

Independentes daqui a uma década,também coloco algumas reservas.Os nossos presidentes,praticamente,sempre se comportaram como a rainha de Inglaterra,deve ser a cor do palácio que os influêncía.
Quanto ao 5 de Outubro,se calhar foi melhor assim,eles não se topam,o povo,só quer festa,teve duas á escolha.

Óptima semana

Abraço