terça-feira, setembro 15, 2009

O ZÉ ESMIÚÇA A POLÍTICA

A minha estima pelos políticos portugueses da actualidade é reconhecidamente baixa e isso não é novidade para quem me conhece.

Tenho razões muito minhas para desconfiar dos discursos políticos, e naturalmente dos seus protagonistas. Hoje foi anunciada, mais uma vez, uma medida no mínimo discutível que se pretende implementar nas escolas portuguesas, que é a de se pretenderem dar aulas com as portas e janelas abertas. Olhei de soslaio para a janela e verifiquei que soprava um ventinho que arrastava umas nuvens bastante cinzentas. Estamos à beira do mês de Outubro, se é que alguém deu por isso!

Outra curiosidade foi a menção de “independência económica” e da alusão ao passado referindo o isolamento económico. Não falo do TGV e da antipatia de uma senhora para com os nossos vizinhos espanhóis, mas de economia e de agricultura. Estamos isolados, ou quase, na economia e na agricultura, onde somos (quase) os piores e os mais dependentes.

Considerando apenas esta duas esmiuçadelas, fiquei certo de que os nossos estudantes vão ficar todos engripados com este “planeamento”, com a gripe normal ou com a temida gripe A, tal a validade das medidas anunciadas. Também fiquei a saber que ainda penso “à antiga”, por que acho que estamos demasiado dependentes, a nível alimentar, do exterior, e que os preços dos bens alimentares, com a concentração em grandes grupos de distribuição alimentar, estão à mercê destes grupos que ditam as regras deste mercado.

Será que isto interessa aos nossos políticos? Perguntem-lhes, e logo verá!



*** * ***
FOTOGRAFIA
Over the Rainbow. by Kelly63


*** * ***



*** * ***
CARICATURA
MADONNA por Quinho

9 comentários:

Anónimo disse...

A política fede, mas com boa música e melhores imagens a coisa fica composta.
Bjos da Sílvia

elvira carvalho disse...

Custa-me comentar política. Porquê? Porque a desilusão é enorme e porque não acredito nos políticos e nas suas promessas.
Linda a imagem do colibri(?)
Um abraço

Maria Faia disse...

Estimado amigo Zé Povinho,

Há quanto tempo o não via pelos lados do Querubim!
Fiquei satisfeita e agradecida pela visita.
Quanto ao seu post, estamos demasiado dependentes em termos agrícolas do exterior sim. É preciso apostar na nossa agricultura, tal como estamos a fazer com as energias alternativas.


Um abraço amigo,

Maria Faia

Ferreira-Pinto disse...

Meu caro, a eles não interessa certamente mas aos portugueses devia interessar e muito. É que estou convicto que ainda nos aguardam tempos bem pesados e que, com um bocado de jeito, serão esses que nos farão regressar à horta.
Eu, por mim, confesso-o, já iniciei a minha.

Graça Pereira disse...

Mas nós temos políticos? Ah, não sabia!! É que só tenho visto um grupo de malabaristas a dançar o vira "Ora agora viro eu, ora agora viras tu"... Fiquei esclarecida! Obrigada e aí vai um abraço Graça

São disse...

Transportou-me de novo aos meus 15/16 anos, através desta genial LOVE ME DO!

Muito obrigada!

elvira carvalho disse...

A propósito de aulas, gostaria que lê-se um texto que está no Sexta, escrito por um professor.
Um abraço

Angela Ladeiro disse...

Que política?...Estou por fora. Até nem sei onde vivo!!! ihihih...( risos). Agora me lembro, temos de votar? Não sei se vou acordar a tempo. Quantos aos elogios para as fotos, agradeço o estímulo. Sou uma curiosa e não profissional, mas gosto de disparar, quando vejo um lugar bonito.

Vieira Calado disse...

A minha estima

pela maioria dos políticos

é 0

(zero).

Um abraço