terça-feira, junho 02, 2009

O SUCESSO INDIVIDUAL

No mundo actual são demasiados os apelos para que todos tentemos ser indivíduos de sucesso, qualquer que seja o meio ou a actividade a que nos dedicamos. Na sua voracidade e imediatismo, a sociedade só se debruça sobre o indivíduo e sobre o feito pelo qual se distinguiu em algum momento.

A visão redutora de exaltar o indivíduo pelo feito, não é tão inocente como isso, e causa mais problemas do que benefícios, disso podem todos estar cientes. É curioso, e de certa forma pouco natural, que um mundo dito globalizado e interdependente valorize demasiado um qualquer indivíduo.

A humanidade vai percorrendo o seu caminho na senda do desenvolvimento, com os erros que caracterizam a espécie, fruto do trabalho de muitos biliões de pessoas, que utilizando as suas capacidades vão produzindo tudo o utilizamos e consumimos diariamente. Sem a conjugação de esforços de toda esta força laboral não teríamos chegado aos níveis de consumo e de alguma abundância (ainda que desigual) que podemos ver.

A pergunta que se pode fazer é: então porque é que há tantos apelos ao sucesso individual? Eu acho que todos devem meditar um pouco sobre isso, e talvez sejam muitos os que vão descortinar a quem interessa “bater incessantemente na tecla do sucesso individual”.



*** * ***
EM DESTAQUE

*** * ***
FOTOGRAFIA
Hibisco by Palaciano

*** * ***
CARTOON
O Pecado...

O Futuro...

5 comentários:

Anónimo disse...

Dividir para reinar, é esse o princípio.
Imagens sempre muito interessantes.
Bjos da Sílvia

Isamar disse...

O individualismo promove o desenvolvimento de atitudes e valores que colidem com o crescimento harmonioso do homem que é um ser eminentemente social.

A quem interessam o sucesso individual, a competição desenfreada , o egoísmo crescente?

Dá que pensar!

Um abraço fraterno

Pata Negra disse...

Anda tudo numa roda viva pela carreira, pelo currículo, pelo vencer na vida - avaliar, avaliar, avaliar, objectivos, objectivos, resultados, resultados....
Não foi para isso que eu vim cá! Além disso tenho medo do sucesso!
Um pacato abraço de um certo mortal

elvira carvalho disse...

Vivemos numa Selva de Pedra, onde cada um tenta safar-se como pode.
O homem deixou de se preocupar com a humanidade, para se preocupar apenas consigo próprio.
Um abraço

São disse...

A humanidade precisa de se reencontrar.
Um abraço.