sexta-feira, janeiro 02, 2009

O PONTO DE PARTIDA

Começou um novo ano e importa fazer um pequeno balanço da situação actual, que certamente vai influenciar o nosso futuro colectivo. Não tenho poderes de adivinhação, para afirmar o que quer que seja, mas há uns quantos pontos que quero deixar aqui assinalados, como preocupações maiores.

O desemprego, que começou novamente a subir a um ritmo galopante no último trimestre de 2008, é sem dúvida nenhuma a minha maior preocupação, porque se ele aumentar até aos dois dígitos e a economia não inverter o seu curso descendente, vai ser o maior foco de instabilidade social.

O melhor retrato da nossa economia é o facto de a Bolsa de Lisboa ter registado uma queda de 51%, bem acima da maioria das outras bolsas por esse mundo fora. As nossas grandes empresas, aquelas que mais pesam no nosso índice, deram um grande trambolhão e valem agora menos 50 a 70% do que no início de 2008.

Perante estes dados que nos dão um panorama desolador do país, o que é que têm sido as respostas do Governo? Milhões para os bancos, milhões para as grandes empresas, milhões para as pequenas e médias empresas, “nacionalização” de bancos falidos, continuação da privatização de empresas que apresentam lucros, e quase nada na área social que seja digno de registo.

O ponto de partida é francamente mau, mas atenção, que 2009 é também um ano de eleições, onde os portugueses têm uma importante palavra a dizer quando forem chamados a votar. A tal cruzinha pode mudar de quadrado, pode até nem ser colocada no boletim, etc. Os portugueses vão certamente lembrar-se das promessas de há 4 anos, e podem muito bem, fazer um balanço do que foi prometido e do que realmente foi feito.



*** * ***
FOTOGRAFIA
AELita

Martist

*** * ***
CARTOON

13 comentários:

quink644 disse...

Igualmente um bom ano para ti meu caro. Espero que a falência anunciada da fábrica das Caldas não te deixe sem fabricantes, nem forças para enfrentarmos os Adamastores, nete ano do Adamastor...
Um abraço

o escriba disse...

As perspectivas não são boas para ninguém, mas como diz, este ano há eleições.Só esperamos que a memória não seja curta e meia dúzia de medidas populistas atiradas à pressa não ponham peneiras à frente dos olhos...

Votos de bom ano para si.

Um abraço
Esperança

Anónimo disse...

Se a memória não for curta de mais, até pode ser que haja mudanças.
Lol

AnarKa

Anónimo disse...

Tu vais votar em branco, já sei, mas muitos não assumem em quem votam e negam mais vezes do que Pedro, terem votado em quem os engana.
As imagens são uma beleza.
Bjos da Sílvia

Meg disse...

Um bom ano para ti, Zé.
A "coisa" está preta para 2009, por isso podemos e devemos começar a pensar nas eleições e no destino a dar ao voto.
Será que os portugueses vão mesmo mudar de rumo? Não sei... mas duvido. Espero estar a ser pessimista.

Um abraço

elvira carvalho disse...

Depois de uns dias de ausência, (desta vez foi o pc que foi para o hospital) estou de regresso.
Agradeço-lhe e retribuo os votos de bom 2009.
Um abraço e bom fim de semana

FERNANDA & ASTROLOGIA disse...

Querido Amigo Zé, li o teu texto com muita atenção e até eu que de política nada percebo, vejo que estamos cada vez mais enterrados até ás orelhas... Votos de bom Domingo... Deixo-te um grande abraço de carinho,
Fernandinha

Pata Negra disse...

Pois é, isti não vai ser um ano, vai ser um grande anão! O problema deste povo é o queijo da serra e o medo dos lobos!
Um abraço com a esperança fora de casa

LopesCa disse...

Está mau e não se vê a luz ao fundo do túnel :S

Jorge P.G disse...

Zé:
(Falta um "que" no final do belo texto.)

Se há coisa de que não percebo quase nadinha é de economia e finanças.
No entanto, não sendo burróide de todo, li e percebi muito bem as preocupações que aqui deixaste.
Parece-me, pois, que o governo está a fazer tudo ao contrário, como se guardasse para 2009 uma medidazinha mais popular para lançar na altura do fervilhar eleitoral.
A mentira continua, portanto, e o pior de tudo é não se ver qualquer força credível preparar-se para suceder a estes em má hora eleitos.
A ver vamos, mas a instabilidade e a criminalidade associada irão decerto aumentar para patamares nunca antes vistos.

Cartoons, como sempre, muito giros!

UM ABRAÇO E UM BOM ANO, pelo menos com SAÚDE.
(Desculpas pela minha menor disponibilidade em termos de visitas a todos os amigos.)

Ferreira-Pinto disse...

O melhor mesmo é ficar em casa no dia das cruzes. Isto como está foge-se do Diabo e vai-se ter com a Mãe!

Cata-Vento disse...

E urge fazer esse balanço. O ano é de eleições e convém não votar no escuro, nem em branco.
O ano começou mal e melhoras não as espero.
Os problemas económicos trazem todos os outros. Os sociais estão latentes.

Um abraço, amigo!

ANTONIO DELGADO disse...

É de facto uma previsão negra... mas o balancear do mar vizinho ao longo de todo o litoral molda o nosso espirito em dóceis consumidores de mentiras politicas, que esquemos nas primeiras promessas de Primavera.

Sem fazer humor negro desejo um excelente 2009

uma abraço
António Delgado