sábado, dezembro 27, 2008

É NATAL, NÃO LEVEM A MAL…

Sinceramente, ontem nem era suposto “aterrar” no trabalho, porque como acontece com muitos mortais, foi-me concedida uma tolerância de ponto, que a besta da chefia que me calhou na rifa recusou dar-me, reservando para ela e comandita o privilégio de só aparecer no dia 5 de Janeiro. Democracia lusa, no expoente máximo da excelência que sossega os defensores da avaliação do desempenho tal e qual está concebida.

Enfim, ontem o meu trabalho saiu mais caro do que a dispensa, mas, para compensar, o trânsito foi uma beleza à entrada e à saída. Pego na maquineta e deparo com uma curiosa notícia distribuída pela Lusa: “Investigação criminal não faz distinção entre políticos e não políticos – garante PGR”.

"As investigações fazem-se independentemente da condição social, poder económico ou cargo ocupado. Não há distinção entre políticos ou não políticos, mas tão só entre ilícitos e não ilícitos. A lei é igual para todos", assegurou.

Eu gosto de gente optimista, acreditei no Pai Natal quando era criança, e também cheguei a acreditar que o Elvis andava por aí, disfarçado. Hoje sou um céptico, mais do tipo S. Tomé, e dou-me ao luxo de acreditar naquilo que me apetece, e não no que me dizem.

Fica-lhe bem senhor Pinto Monteiro dizer o que disse, precisamente no Natal, porque assim também eu finjo que acredito, e ninguém leva a mal, porque a época é festiva, e alguns excessos são desculpáveis, desde que a partir de Janeiro voltemos à dieta imposta e à realidade incontornável.

O senhor é um humorista de mão cheia, pena que não tenha um programa só seu!

juliemelissa

*** * ***
CARICATURA
Lula por Dálcio
Madonna por Fraga
730

10 comentários:

Sophiamar disse...

É Natal, Zé, mas o Carnaval continua.E há-de continuar só não sei até quando. Com cinco séculos de vida já não acredito no Pai Natal mas , pior do que isso, já não acredito na possibilidade de existir a sociedade que idealizei onde a paz, o pão, a justiça, o trabalho, a saúde ( assistência médica)seriam iguais para todos.Tão céptica como tu, como S. Tomé resta-me uma parca porção de esperança de que um dia os nossos filhos e netos possam viver melhores dias.
Um abraço fraterno

Anónimo disse...


Isto vai de mal a pior, a cambada é a mesma, só que em versão aumentada, e um destes dias estoira, porque começa a ser impossível sustentar tanto imprestável. Por mim começava já hoje, mas não quero estragar a quadra do Natal.
Bjos da Sílvia

FERNANDA & ASTROLOGIA disse...

Querido Zé como diz a Sophia e muito bem "É Natal mas o Carnaval continua"...
Estou plenamente de acordo com o teu texto... A tua postagem linda como sempre Amigo... Um grande Abraço, com votos de bom fim de semana e continuação de BOAS FESTAS,
Fernandinha

Tiago R Cardoso disse...

"As investigações fazem-se independentemente da condição social, poder económico ou cargo ocupado. Não há distinção entre políticos ou não políticos, mas tão só entre ilícitos e não ilícitos. A lei é igual para todos".

Que belíssima piada, nada como um pouco de humor.

Pata Negra disse...

Secalhar não distingue mesmo e aí é que está o mal! Pois eu distingo muito bem os políticos dos não políticos e se fosse investigador criminal, prendia, indiferentemente, todos os indivíduos de uma das partes.
Um abraço que distingue

elvira carvalho disse...

O engraçado é que eles mentem com uma convicção tal, que até parece que dizem a verdade... ou nos querem hipnotizar.
Um abraço e tudo de bom

polidor disse...

sempre pensei que as leis eram universais, quer dizer, iguais para todos...

um 2009 melhor...

tulipa disse...

Haja a esperança que em 2009
Isso aconteça
São
As Esperanças
E os sonhos
Que nos fazem
Acreditar num Amanhã
Numa vida melhor, principalmente com Saúde.

É em forma de árvore-pinheirinho, que brinquei com as palavras, fazendo votos de um excelente 2009.

Papoila disse...

Querido Zé Povinho;
"As investigações fazem-se independentemente da condição social, poder económico ou cargo ocupado. Não há distinção entre políticos ou não políticos, mas tão só entre ilícitos e não ilícitos. A lei é igual para todos" Esta é das melhores piadas do final de 2008, desde o cigarrito no avião do senhor PM e do outro menino da Economia... ao major, à Fatinha, ao BPP e BPN... grande humorista me saiu o senhor PGR...
Beijos

Meg disse...

Caro Zé,
Pois o Entrudo chegou mais cedo, ou estes senhores andam a brincar com a paciência e a inteligência dos portugueses.
E que tal, se quando (eventualmente) um grande - político ou banqueiro - é preso, o fosse nas condições de um vulgar mortal? Fim à prisão tipo hotel 5 estrelas.

Um abraço e continuação de FESTAS FELIZES!