quinta-feira, novembro 13, 2008

MAIS UMA DESCOBERTA NO EGIPTO

Foram descobertos os restos de mais uma pirâmide no Egipto, desta vez da rainha Sesheshet, mãe do rei Teti (ou Titi), o primeiro faraó da sexta dinastia. Como salientou o conhecido arqueólogo Zahi Hawas, é uma importante descoberta já que após mais de 4300 anos, ainda estão de pé cinco metros da estrutura original, que media no passado 15 metros, com uma inclinação de 51 graus.

Esta descoberta foi feita no complexo de Saqara, onde se encontra também a pirâmide de Zoser fazendo parte da necrópole de Mênfis. Apesar de ainda não se ter entrado na câmara da pirâmide, que foi naturalmente saqueada, os vestígios já identificados confirmam que se trata da pirâmide da mãe do rei Teti (2323-2291 a.C.) cuja pirâmide se encontra a pouca distância desta.

Não vos vou maçar com descrições destes reis do Egipto e sobre a sua época, mas quem estiver interessado pode seguir os links que estão nos respectivos nomes, e ainda AQUI e AQUI.



Pirâmide de Zoser

*** * ***
FOTOGRAFIA
bubblewash by puffinpunk

wideworld by puffinpunk

*** * ***
CARICATURA
Angela Merkel by Turcios

Quino e Mafalda by Turcios

8 comentários:

Marreta disse...

Vou seguir o link, até porque o "bichinho" ficou por cá alojado desde os tempos em que ia ao cinema ver aqueles épicos dos anos 50 rodados no Egipto.
Saudações do Marreta.

Marreta disse...

Melhor dizendo: ..."aqueles épicos dos anos 50 cuja acção se passava no Egipto, mas não necessáriamente rodados no Egipto." ´
Assim é que está correcto.

José Miguel Gomes disse...

Adoro o Egipto, talvez pela aura de mistério que emana.

Fica bem,
Miguel

São disse...

Esta pirâmide vi-a do avião!!
Fiquei feliz por mais esta descoberta.
Que riquezas imensas tem o Egipto..e agora já não o podem trazer aos bocados para o exterior!!
Abraço.

Anónimo disse...

Agradaram-me os links e o que por lá li, já que desta rainha nada sabia. A Aida vem bem a propósito embora saibamos ambos que foi levada à cena a alguma distância desta pirâmide agora descoberta.
Bjos da Sílvia

Pata Negra disse...

Desde Napoleão que me interesso pelas coisa do Egipto,um exemplo de como as civilizações não são eternas, eternas podem ser as culturas que nos deixam.
Deixei de acompanhar a coisa egípcia quando ouvi zum-zuns de que as pirâmedes eram putas.
Um abraço fiel aos meus princípios (será que comecei no antigo Egipto?)

elvira carvalho disse...

Desde pequena que o "mistério" do Egipto me atrai.
Espectaculares aquelas fotos do mar(?).
Um abraço e bom fim de semana

Tiago R Cardoso disse...

gosto destes locais, de tudo o que é historia, muito bem.