sábado, outubro 18, 2008

SOMOS TODOS ACCIONISTAS

Depois de desabar a crise nos mercados financeiros, como que por milagre, deixaram de se ouvir as vozes que clamavam por uma maior independência dos mercados, que se insurgiam contra a intromissão dos governos no mercado e que enchiam a boca com conceitos ultra liberais.

Fiquei de algum modo espantado pelo facto de Cavaco Silva ter, em apenas 30 minutos, aprovado a garantia do Estado no valor de 20 mil milhões de euros, destinado às instituições bancárias, dinheiro este que é de todos os contribuintes, os mesmos que não foram informados das condições em que todo este seu dinheiro pode vir a utilizado, e de que forma vai ele ser restituído, a que prazo, e com que benefícios para os contribuintes.

Até hoje, não me consta que os bancos alguma vez tenham distribuído os seus lucros, sem ser pelos accionistas, agora, e porque estamos em vias de sermos accionistas forçados destas instituições, era natural que alguém nos viesse dar umas informações. Afinal o Estado somos nós, ou não será assim?

9 comentários:

Anónimo disse...

Querias! Vão-te ao bolso e depois ainda te apresentam a conta.
Lol

AnarKa

Tiago R Cardoso disse...

20 mil Milhões é muita fruta, lá isso é...

diga-se que foi o diploma mais rápido a ser aprovado de todos os tempos em Portugal.

O Guardião disse...

Ó Zé aperta o laço, que a nossa massa está em vias de ir parar aos bolsos dos tubarões. O Goraz sempre em forma.
Bjos da Sílvia

Jorge P.G disse...

"L'état c'est moi" - a citação preferida do nosso líder!

Um abraço do Sineiro.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Zé Povinho

Pois é. Somos todos accionistas. Quem diria?


Abraço

Marreta disse...

Uma fantochada! Aqueles que passam a vida a sugar o povo com os juros dos empréstimos, com taxas, comissões, etc. beneficiam agora, que navegam em águas tormentosas, de possíveis garantias por parte do Estado com o dinheiro daqueles à custa dos quais fazem fortunas e apresentam lucros anuais fabulosos.
"Somos todos accionistas", mas e os dividendos?...
Saudações do Marreta.

Ludo Rex disse...

O Estado somos nós para pagar... isso sim...
Abraço

o escriba disse...

"ó zé aperta o laço..." (há quanto tempo não ouvia isso) e ele está cada vez mais apertado, já nem se respira!
Escandaloso a tocar as raias do obsceno é esse aval de muitíssimos milhões dado aos bancos. A somar aos juros altíssimos que cobram cada vez mais... passemos à música seguinte - eles comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada!

Um abraço
Esperança

o que me vier à real gana disse...

Porreiro, muito, tb aqui.
Parabéns!