terça-feira, setembro 30, 2008

OS POMBOS

Eu sei que quase todos gostamos de pombos, e que exceptuando algumas pessoas que sofrem de alergias, muito poucos consideram estas aves uma real ameaça.

As coisas não são exactamente assim, e muito por causa da intervenção do homem estas, aparentemente inofensivas aves podem transformar-se numa ameaça.

Em diversos aglomerados populacionais os pombos tornaram-se uma verdadeira praga, que ameaça não só a saúde pública como também o próprio património. Muita gente continua a pensar que o acto de alimentar pombinhos, com pão, milho, ou outros alimentos, é uma diversão e que daí não resulta nada de mal. Enganam-se, porque essa não é a dieta alimentar natural destas aves, e o resultado deste hábito muito disseminado, provoca um aumento populacional que tem consequências.

Algumas autarquias e autoridades sanitárias deste país, têm tentado prevenir esta situação, em alguns casos preocupante, mas têm incidido a sua acção essencialmente em processos de esterilização e abate, não dando grande enfoque à informação ao público, o que tem causado alguns embaraços, especialmente com pessoas mais idosas e outras menos informadas, que não entendem a ameaça.

Talvez seja melhor informar devidamente as populações, para se poder encontrar um equilíbrio que a natureza se encarregará de manter, caso os humanos deixem de proceder erradamente, ainda que sem a consciência do facto.



*** * ***
O MOMENTO - GORAZ

*** * ***
FOTOGRAFIA
autumn square. by simoendli

Autumn sketch... by my-shots

*** * ***
CARTOON
Steve Breen

R.J. Matson

R.J. Matson

9 comentários:

Tiago disse...

Os cartoons estão geniais... Muito inteligentes e muito inteligentemente bem postados!

Ferreira-Pinto disse...

Os pombos são já um ex-líbris urbano e concordo quando diz que é necessário encontrar um ponto de equilíbrio!

Anónimo disse...

Sensibilizar, sensibilizar, esse deve ser o mote, porque se pode e deve compatibilizar a natureza e a defesa da saúde pública e do património.
Excelentes os cartoons, como é apanágio teu.
Bjos da Sílvia

Tiago R Cardoso disse...

tive a oportunidade de ler sobre o assunto em alguns jornais, estão a ficar um verdadeiro flagelo.

adrianeites disse...

uma praga sem duvida--

Pata Negra disse...

Cortaram todas as árvores, pavimentaram todos os quintais, empilharam os lares uns sobre os outros e agora sentem saudades das aves: já só têm pombos!
Venham viver os pássaros e os outros animais dos campos e deixem os pombos e os cães viver em paz.
Um abraço pelo repovoamento do interior

Sophiamar disse...

Um post muito pertinente e que, naturalmente, muitas pessoas deveriam ler. Por aqui,alguns idosos encarregaram-se de ocupar os seus tempos livres alimentando os pombos e as consequências foram rápidas no que à sua proliferação diz respeito. São às centenas.
A informação atempada teria evitado que isso acontecesse.

Um abraço

Jorge P.G disse...

Chamada de atenção útil, pois há quem desconheça o prejuízo causado em edifícios e estátuas pelas fezes dos pombos "mal alimentados".
Antes do abate a informação, estou absolutamente de acordo.

Um abraço do Sineiro.

São disse...

As ilustrações estão um espanto e quanto ao post concordo com o aviso.
Tudo de bom, caro Zè.