segunda-feira, setembro 15, 2008

JUSTIÇAPARA A FLÁVIA

A Justiça é um valor que deve ser muito valorizado por qualquer sociedade civilizada porque é um garante do respeito de tudo e todos, pela parte da generalidade dos cidadãos. A humanidade desde tempos longínquos teve sempre as suas leis e ao longo dos tempos foi sempre tentando adequá-las para responder às situações que entretanto iam surgindo.

Hoje falo de Justiça por causa de um caso muito específico, o de Flávia, uma menina que sofreu um acidente numa piscina, mais precisamente por causa de um ralo da mesma. O acidente teve um resultado terrível, e desde então a menina está em coma irreversível.

Este caso da Flávia aconteceu no Brasil, mas podia ter acontecido em qualquer outro lugar do mundo, mesmo aqui em Portugal, e veio colocar a nu um problema que é muito comum também no nosso país, que é a lentidão na actuação da Justiça e a falta de respostas eficazes, humanas, e atempadas dos Estados a este tipo de tragédias. Não falo sequer da actuação puramente economicista das seguradoras que denotam um comportamento reprovável e mesquinho, ao qual já estamos habituados.

O assunto que hoje abordo só se tornou verdadeiramente conhecido, porque a mãe desta menina não cruzou os braços perante a tragédia, mas resolveu tornar o caso público, e através de um blogue denunciou a situação e alertou muita gente em todo o mundo para os perigos dos ralos de piscinas.

É pela coragem de Odele perante o que aconteceu à Flavia, e pela persistência com que tem enfrentado a lentidão da Justiça, que hoje muitos espaços da blogosfera em variados países resolveram fazer uma blogagem colectiva, a que também eu me associei.

10 comentários:

Anónimo disse...

"Zé Povinho":
Um relato bem objetivo ... uma aula de cidadania, um pouco de Filosofia!
Flavinha merece o respeito de cidadã brasileira.
Obrigada por estarmos juntos nesta causa.
Abraços, Eliana Aparecida -Mogi Guaçu -SP- Brasil

sergio disse...

A sua indignação com referência ao caso Flávia é a mesma de cada cidadão brasileiro: falta de justiça. Estamos juntos nesta luta. Abraço.

elvira carvalho disse...

Estou consigo nessa luta.
Um abraço e uma boa semana

Papoila disse...

Zé Povinho:
Um artigo de solidariedade na luta pela justiça no caso de Flávia,uma menina em coma irreversível há 10 anos, e sua mãe Odele. Parabéns!
Beijo

José Miguel Gomes disse...

Bem-vindo!

Fica bem,
Miguel

Pata Negra disse...

É muito pouco, mas é um gesto que arrancamos da nossa passividade!
Um abraço colectivo

Odele Souza disse...

Olá meu amigo Zé,

Peço desculpas por não ter vindo agradecer antes por teu post tão importante para mim na Blogagem Coletiva para Flavia. Mas sabes que eu não deixaria de vir. É que tenho me desdobrado para linkar todos os blogs que participaram e isto me impede ir de blog em blog agradecer. Mas não demora muito e já terei o número de participantes para poder publicar esta informação em um post.

MUITO OBRIGADA por tua participação. Muito obrigada por este post.

Um forte abraço.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Zé Povinho
Excelente post que acrescenta sempre algo mais ao caso de Flávia. Mas também nos acrescenta verificarmos toda esta solidariedade espontânea que nos faz acreditar que o amor é possível num mundo em que, apesar do egoísmo e da crueza, ainda tem potenciais de afecto e solidariedade.

Abraço

Sophiamar disse...

Continuo indignada! Este caso arrasta-se tão lentamente, há tanto tempo que é caso para perguntar: onde pára a justiça? Que vergonha! Que desespero! Entretanto a menina vai sofrendo, a família vai sofrendo e não são punidos aqueles que devem sê-lo.
Faça-se justiçA!

Beijinhos

Mendi disse...

Olá passando para ler sua adesão.
Assim conseguimos ler o que cada um postou. São diversos pensamentos em um único objetivo.
A união faz a força. Justiça! A morosidade precisa terminar. Precisamos dessa blogagem coletiva estou aqui com você vestindo essa camisa.
Beijos na sua alma.