segunda-feira, agosto 04, 2008

INFERNO NA TERRA

A situação do Darfur continua péssima, e nos últimos tempos tem vindo a agravar-se perante o desinteresse do resto do mundo. As carências são muitas, e a penúria é imensa.

Muitos de nós lemos uns quantos títulos sobre esta tragédia humana, mas são poucos os que lêem os artigos publicados, onde se faz uma descrição bem negra do que por lá se passa. Depois de uma guerra que assolou aquela zona de Africa, e que se vai espalhando por outras regiões do Sudão e do Chade, e depois de centenas de milhares de mortos, sucedeu-se o êxodo de populações para campos de refugiados onde, mesmo assim, tentam sobreviver com o pouco que lhes é distribuído da ajuda alimentar internacional, que vai chegando com muita dificuldade devido à instabilidade política, e às pilhagens constantes, que as forças internacionais não conseguem evitar.

É difícil de imaginar que alguém consiga sobreviver com 1.400 calorias diárias de alimento, que é a ração possível num dos melhores campos de refugiados. O genocídio não acabou, um dos seus maiores responsáveis está indiciado de crimes contra a humanidade, mas a solução para os sobreviventes ainda não está no horizonte mais próximo.

Para quem sabe pouco sobre esta tragédia humanitária, ou para quem queira inteirar-se de alguns dos últimos testemunhos que nos chegam, aconselho a leitura DESTE artigo da Reuters.



*** * ***
FOTOGRAFIA
Rose
pink

*** * ***
CARTOON
Larry Wright
Patrick Corrigan

7 comentários:

Marreta disse...

E pensar que depois da II Guerra Mundial e do Holocausto a Humanidade ingenuamente chegou a crer que tragédias deste nível e do ainda recente passado na Ex-Jugoslávia seriam impossíveis. Como é curta a memória. O Homem apesar de um ser racional não deixa de ser um animal. E tantas vezes selvagem.
Saudações do Marreta.

Sophiamar disse...

Tragédia inexplicável esta de que nos falas e de que não podemos alhear-nos. Os mandantes do mundo têm de tomar medidas urgentes para sanar este problema.Gravíssimo e injusto.

Levo a rosa.

Beijinhos

Jorge Borges disse...

É uma situação de verdadeira calamidade humana a que se vive naquele território. No entanto, a ONU envia para aquela região forças militares nitidamente insuficientes para restabelecer a paz. A ONU, dominada pelos EUA, prefere virar os olhos para outros cenários, bem mais apetecíveis...

Um abraço

Isabel-F. disse...

Tens toda a razão ...

vou ler o artigo que indicas.

bjs

Anónimo disse...

Meu rico
As notícias que trazes são bem deprimentes, e o artigo que indicas ainda vai mais longe no detalhe.
Falando de outras coisas mais agradáveis, não dizes nada sobre o programa de televisão que está ser difundido directamente desde Sintra?
Bjos da Sílvia

Tiago R Cardoso disse...

Entretanto o mundo continua a assobiar para o lado, numa tentativa de com a distancia não ver semelhante vergonha.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Amigo Zé, deixo-te um beijão do tamanho do mundo,
Fernandinha