segunda-feira, julho 28, 2008

A VIDA ESTÁ DIFÍCIL

A vida não está fácil para a grande maioria dos portugueses, e eu não fujo à regra tendo que conjugar duas actividades diferentes para equilibrar o barco. Não posso dizer que sou uma vítima mas o que é certo é que com apenas um emprego, onde faço 40 horas semanais, não me é possível enfrentar a carestia de vida.

Nos últimos dias publiquei aqui dois poemas sobre Sintra, mas no último, Ilhas de Bruma, esqueci-me de dizer que é da autoria de Afonso Lopes Vieira, que tal como eu não era natural de Sintra mas que lhe dedicou aqueles versos. Não vos deixei poesias apenas por estar apertado em tempo, mas porque gosto de Sintra e, sempre que posso, vou recolhendo informação sobre esta vila encantada.

No passado sábado, na companhia de alguns amigos, percorri caminhos da serra, espreitei algumas quintas que poucos conhecem, e até fui dar uma vista de olhos a Seteais, onde pude constatar um atentado ao património de que tinha tomado conhecimento nos últimos dias. Claro que para alguns não é nada de grave, trata-se apenas de umas pequenas obras num hotel de charme, e são obras de iniciativa privada, mas para mim é Património, e por isso mesmo deve ser preservado e não abastardado.

Aproveitei bem o sábado, e descansei no domingo, e só ao final do dia é que peguei no teclado para vos deixar este post, prometendo para os próximos dias umas visitas aos vossos espaços.



*** * ***
FOTOGRAFIA
by Palaciano
by Palaciano

*** * ***
CARICATURAS
Stavro
Dario Castillejos
Sergei Elkin

6 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo Zé, como anda o menino ? A postagem está maravilhosa... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Isabel-F. disse...

há anos que não vou a Sintra ...


mas é um local que muito aprecio e que acho lindo ...


mas desde que o transito se tornou insuportável ... aos fins de semana ando só por aqui ...


beijinhos

Carol disse...

Sintra é, de facto, um local mágico.

Adorei as flores.

Tiago R Cardoso disse...

Está difícil e de que maneira, parece que nos arrastamos por ai, nem sei o que procuramos, talvez unicamente chegar ao fim de semana e ás férias.

Papoila disse...

Olá Zé Povinho:
Passear a pé por Sintra que "inveja" da boa! Todos os atentados ao Património sejam eles quais forem servem para me fazer zangar também...
Lindas as fotos das hortências!
Beijos

maria disse...

um abraco de ferias :-)

Maria