sábado, maio 17, 2008

SEMENTES DE REVOLTA

Já vamos no 18º aumento dos combustíveis em cinco meses. Desta vez é só uma petrolífera que o anuncia, mas amanhã ou depois serão as outras, o que nos faz prever que no próximo aumento trocam de posições, embora nada disto seja combinado. Que ideia, seus malandros.

O ministro Teixeira dos Santos, o mesmo que se enganou nas previsões do crescimento económico deste ano em 30%, um pequeno enganozito, não comecem já a zurzir no homem porque até conseguiu admitir que também se enganou na inflação, que agora situa nos 2,6%, um pouquinho acima dos 2,1% anteriores. Esta humildade é confrangedora, e eu até me espremi muito a ver se deitava uma lágrima, mas infelizmente não obtive resposta dos sacos lacrimais.

É evidente que depois dos “pequenos erros de cálculo”, tinha de ser anunciada alguma coisa menos má, e vai daí sai da cartola a diminuição do desemprego. O malabarismo estatístico é de mestre, e a notícia sai com dados do INE, a pedido do DN. Baixou o desemprego sem ninguém dar por isso, anuncia-se que 120 mil deixaram de ser precários, e o mercado de trabalho ficou mais rosadinho. Ficou lá uma nódoa, pequenina e desprezível para os nossos governantes, que foi o facto de o INE saber com exactidão quantos trabalhadores estão contratados com falsos recibos verdes, e o seu movimento em 2007, sem que os diversos ministérios que deviam actuar perante esta ilegalidade tivessem actuado em conformidade. Pormenores, digo eu.

Também acho que poucos dias passados sobre 13 de Maio, os portugueses devem estar prenhes de misericórdia, e que certamente vão perdoar o ministro Teixeira dos Santos, por obrigar o 1º ministro, José Sócrates, a quebrar a promessa de repor este ano o poder de compra dos funcionários públicos, afirmando que não vão haver aumentos intercalares. Afinal quem se importa, nós até já estamos habituados à quebra das promessas por parte do senhor Sócrates, e esta é apenas mais uma.

Se eu hoje não estivesse tão bem disposto, como se vê, era capaz de dizer umas quantas coisas desagradáveis sobre os nossos queridos governantes, e podia perturbar o vosso fim-de-semana, que é a última coisa que eu desejo.

Desejo-vos um óptimo fim-de-semana, longe desta imensa Ribeira dos Milagres em que se transformou o jardim à beira-mar plantado, visitem se puderem um museu que será dos poucos locais onde neste domingo terão uma borla, e vão pensando muito bem nas escolhas que farão nas próximas eleições, ou até se valerá a pena votar em alguém, ou simplesmente votar em branco, como eu.

*** * ***
FOTOGRAFIA
Яков Левашов

Melany

*** * ***

CARTOON

Biratan

Biratan

Biratan

15 comentários:

Pata Negra disse...

Nem copos, nem flores, nem bicicletas, nem música! Tudo isto me dá uma revolta enorme!
GALP - Grupo Armado de Ladroage Portuguesa.
BP - Bestas Porcas.
PS - Putas Sócretinas.
Estamos sodidos com o Fócrates!
Não há ninguém que parta os ... a estes ...!
Um abraço de crude

Anónimo disse...

A conjuntura, essa malandra que é a causadora do enganos desses génios. Política de preços concertada? Não, é pura coincidência, nós é que vemos ladrões onde não os há.
Lol

AnarKa

Anónimo disse...

Com tanta música no cartoon e na política nacional eu exigo um quadrado para votar contra eles todos, mas todos mesmo.
Bjos da Sílvia

Sophiamar disse...

Valha-nos uma visitinha gratuita a um museu no Dia Internacional dos mesmos. Pois amigo, neste cantinho tornado um vale de lágrimas, onde as promessas incumpridas são incontáveis é natural que cresçam sementes de revolta. Não vão os bilhetes dos transportes públicos aumentar em 6%? Que é lá isso? Coisa de pouca monta onde os ordenados mínimos dão para os trinta dias,e até sobejam, onde o desemprego diminuiu à custa de algum milagre, onde a precariedade já lá vai. É caso para dizer que de um vale de lágrimas navegamos para um mar de rosas onde o aroma das mesmas é muito, muito fétido.

Beijinhos

Tiago R Cardoso disse...

gostei da teoria do Ministro, que disse que não era com a redução do imposto que se ia lá, segundo o iluminado deveríamos poupar e procurar novas alternativas.

Não explicou é como é que os grandes transportadores podem poupar, ou todos aqueles que estão dependentes dos combustiveis para trabalhar.

Não explicou que alternativas, quanto tempo demoraram a aparecer e se nós podemos esperar por elas.

Jofre Alves disse...

Só me lembro de dizer isto: O CUSTO DE VIDA AUMENTA E O POVO NÃO AUGUENTA. São erros a mais: erraram na taxa de desemprego – afinal é maior; erraram na crescimento do PIB – afinal vamos crescer menos; erraram na inflação – afinal estamos mais inflacionados; etc., etc. Temo que o pior esteja para vir, quando a crise mundial especulativa dos cereais nos cair de truz ao colo. Dias negros para o país cada vez mais mal habitado e mais miserável. Boa semana.

meg disse...

Amigo Zé,

Eu tenho andado tão ausente, não é?
Mas hoje vim visitar-te. e Leio-te.
E leio outros amigos.
E não sei onde vivo, que lugar é este, será que isto não é tudo virtual?
Porque não é possível que tudo isto se esteja a passar num país da Europa, onde acabo de ouvir que vão abrir mais abrigos em Lisboa para acolher as pessoas com fome.
Zé, que raio de democracia é esta?
Quanto é que vale o Quaresma?
Quanto ganham os gestores?
Desisto de tentar compreender.
Como é que posso sentar-me à mesa e pensar na quantidade que não tem um pão para comer? Mas eu sou pobre.
E os mandantes?

Um grande abraço, Zè e um bom fim de semana

elvira disse...

Não é por acaso que os resultados em Matemática são um desastre.
E depois ninguém sabe fazer contas.
Adorei as fotos.
Bom fim de semana
Um abraço

Jorge P.G disse...

Pois é, ZÉ!

Quando o Saramago apelou ao voto em branco, logo lhe caíram em cima, lhe chamaram mau português, eu sei lá que mais!....
Logo compreendi que o homem estav acoberto de razão e que outro caminho não restava, a não ser a via armada que repudio de todo.
O T.S. É aquele que eu pus de triciclo com um babygrow, não é? um artista, um funâmbulo digno de figurara nos melhores circos políticos!

Amanhã., meu amigo, os museus vão ter a maior enchente de sempre, talvez. O mesmo acomnteceria se fosse an«unciada uma monumental sardinhada na Praça do Comércio, onde os ministérios vão sendo transformados em hotéis de luxo, como saberá.
Enfim, Um anda a 240 à hora e nada lhe acontece, outro fuma nos aviões e ainda chama calvinista de moral radical a quem lhe puxa as orelhas, o Presidente vai dizendo umas coisitas, que o segundo mandato não tarda e o lugarzito é bom!
Entretanto, O Barrosos é nomeado, ou apontado, ou lá o que é, para Prémio Nobel e a selecção vai jogar o europeu. A seguir, virão os Jogos Olímpicos, as farturas das festas de Agosto, as férias que irão ser pagas durante o ano, e se a Vanessa dos meus amores limpar uma medalha na China, o povo ficará inchado, contente e muito grato ao santo PM, que assim é que é, pois então, quem assim não pensa é comunista!
Só falta, já, dar vivas a Salazar e erigir uma estátua ao seu actual representante terreno: O Grande Sócrates!
Dá-me nojo, às vezes, ser português, acredite, que lhe falo de coração nas mãos.

Um abraço, Zé Povinho.

Jorge P.G disse...

Peço desculpa, Zé, mas não pude deixar de ler o Pata Negra.
Para lhes partir os cornos, não tenho nada que sirva, tão duros eles são, mas tenho cá uma boa moto-serra!
Será que serrá-los rentes não serve?!

Abraço, revoltado, naturalmente!

Maria Faia disse...

Pois é Amigo Zé,

Para esses indivíduos encherem os bolsos, outros os vão esvaziando até à exaustão.
É o mundo cão em que vivemos, dominado pelo real senhor dinheiro e apenas ele...

Deixo-lhe um abraço amigo e fraterno, com votos de um feliz fim de semana,

Maria Faia

Savonarola disse...

Valha-nos esta nota de boa disposição. Os números estão a trabalhar de forma sádica contra o governo e este anda perdido. Infelizmente, não dá para proibir a divulgação dos indicadores económicos, da mesma forma que se proíbe fumar.

Um abraço anarquista

adrianeites disse...

revolta sem duvida...

bom fim de semana

Papoila disse...

Querido Zé Povinho:
Já vamos no 19º aumento!
"cartelização"? Não! Que ideia essa!
Estou cheia deles todos... TODOS!
Beijo

SILÊNCIO CULPADO disse...

Zé Povinho
Sobem os combustíveis e aumenta o desemprego. Se contabilizarem todos os que desistiram de procurar emprego através dos Centros de Emprego e não têm direito a subsídios, mais os que anualmente emigram, chegariamos a números alarmantes.
Bom, mas como estás bem disposto e não te quero estragar o resto do fim de semana fico-me por aqui e deixo-te um abraço apertado