domingo, março 30, 2008

A CONFIANÇA, CONQUISTA-SE

Sobre o anúncio da descida de um ponto percentual do IVA, muito se escreveu, ora minimizando a medida, ora enaltecendo o anúncio. Como é natural, é difícil aceitar que a diminuição de um por cento depois de um aumentode 2% há dois anos, seja considerado um motivo de regozijo para os portugueses.

Os optimistas, que também os há, alinham com a medida do governo, como é evidente. Há contudo, pelo menos, um pequeno pormenor (será assim tão pequeno?) que se prende com as declarações do 1º ministro, quando anunciou este corte no IVA, que nos faz desconfiar e torcer o nariz, ele disse que “a crise orçamental está ultrapassada e os factores que a motivaram estão resolvidos”.

O cidadão comum, grupo em que me incluo naturalmente, só consegue aferir as declarações de José Sócrates, em função do seu próprio orçamento familiar, e a crise neste particular está para ficar até ao final do ano, pelo menos, quando serão anunciados os aumentos relativos aos salários. Será que nutrimos um excesso de desconfiança relativamente ao que o governo diz? Talvez sim, mas um executivo que faltou à sua promessa eleitoral de não aumentar os impostos, e que o fez, e nem só no caso do IVA, não incute confiança suficiente aos cidadãos.

O calendário eleitoral também não favorece o governo, pois é evidente que a pressa em reduzir o défice, para lá das previsões feitas pelo próprio governo, levando o esforço das famílias ao limite, e cortando no investimento público numa altura em que o desemprego aumentava, visa fazer coincidir alguma folga orçamental num ano em que se realizam eleições.

Quem não quer ser lobo, não lhe veste a pele, e convenhamos que Sócrates a vestiu e disso se vangloriou, pelo que os cidadãos reagem com natural desconfiança.

*** * ***
FOTOGRAFIA
Blue Water by eserota

Abbandono di un sogno by Sliggo

*** * ***

CARTOON DENÚNCIA

Simanca Osmani


Stephane Peray


Post 596

11 comentários:

Ludo Rex disse...

Esta proposta de diminuição do valor do IVA é uma afronta à carteira dos portugueses. Não nos deixaremos enganar... Um Abraço e Bom Fim de Semana

Anónimo disse...

Hoje vim só desejar-te um bom domingo, que parece que amanheceu molhado.
Bjos Sílvia

Maria disse...

Bons cartoons e boa denuncia do 1% do IVA...


Zé, vá ver este Blog:
http://patrimonios.blog.com/

e este:

http://www.ci.uc.pt/artes/6spp/frames.html


Bjs

São disse...

Que posso eu dizer mais ?!
Está tudo dito!
Bom domingo.

Meg disse...

Amigo Zé,
Hoje não venho ler-te, estou "precária" como disse ao Guardião,
Venho só dar-te um abraço e dizer-te que gosto de ti... és meu amigo

Sérgio Costa disse...

São as amendoas de socrates. Mas não confiem, estão estragadas!

elvira carvalho disse...

É que ninguém disse ao nosso primeiro que aquela declaração era para ser proferida no 1º de Abril.
Um abraço e uma boa semana

Papoila disse...

Olá!
Mas será possível confiar com optimismo?
Quem é que consegue ser "levado" pelas palavras de espewrança?
As fotos como sempre lindíssimas!
Beijos

Sophiamar disse...

Será possível falar de optimismo neste momento? Essa palavra ainda é pronunciada por alguém?
Valham-nos os teus bonecos!
Beijinhosssss

José Miguel Gomes disse...

lnfelizmente... É como diz o ditado: "com festas e bolos, se enganam os tolos"... E "nós" somos tolos sim.

Mais uma vez, os cartoons que escolhes são muito, mas mesmo muito bons!

Fica bem,
Miguel

Pata Negra disse...

Evidentemente que esta medida não diz nada ao mero consumidor mas diz a uma data de comerciantes e empresários que habitualmente votavam no PSD. Ele sabe, está apenas a trocar votos de meros funcionários consumidores por votos de aspirantes homens de negócio!
Um abraço a 99%